Brasil

Morre mulher baleada por policial após ser confundida com assaltante

12/06/18 - 17h06 - Atualizado em 12/06/18 - 17h22

Uma perseguição policial na avenida Washigton Soares terminou com uma mulher de 42 anos morta, identificada como Gisele Távora Araújo. A abordagem aconteceu na noite dessa segunda-feira, 11.

Policiais receberam uma denúncia de um carro que foi roubado e avistaram um veículo, o da vítima, semelhante: um HB 20 de cor branca. Os agentes de segurança entraram em uma perseguição contra o carro da mulher. Ela foi baleada nas costas e levada ao Instituto Dr. José Frota (IJF), onde faleceu às 6h20min desta terça-feira, 12.

Segundo informações do 13º Distrito Policial, a mulher fora sinalizada pelos policiais, mas acabou empreendendo fuga. Ela estava com a filha dentro do veículo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, ela teria andado na contramão e ultrapassado um sinal vermelho, fatos que deram a entender que ela era foragida. 

Durante a perseguição, um dos policiais disparou tiro  de arma de fogo no intuito de furar o pneu e parar o carro mas a bala acabou entrando nas costas da mulher. Momentos depois, os agentes já prestaram socorro no local. Um ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) passava perto e levou a vítima ao IJF.  Gisele era estudante de Administração no período noturno na Universidade de Fortaleza (Unifor). Segundo colegas, ela havia acabado de retornar de uma viagem relacionada à faculdade em São Paulo.