Polícia

Polícia Civil prende suspeitos de integrar grupo de extermínio

11/07/18 - 18h03 - Atualizado em 12/07/18 - 09h35

Policiais Civis da Divisão Especial de Investigação e Capturas - Deic, coordenados pelo delegado Fábio Costa, deram cumprimento nos dias de ontem (10) e hoje (11), a dois mandados de prisão, subscritos pela magistrada Renata Malafaia, da comarca de Teotônio Vilela,contra Josemar Araújo Ferreira, vulgo Mazinho, 44 anos, e Anderson Nicholas da Silva Lessa, 35 anos, suspeitos de praticar diversos homicídios nas cidades de Teotônio Vilela e Coruripe, bem como de integrar um grupo de extermínio que tinha como vítimas pequenos infratores e usuários de drogas da região.

De acordo com o delegado Fábio Costa, a Deic investiga, ainda, a atuação dos presos nas chacinas ocorridas em março e maio deste ano, nas cidades de Teotônio Vilela e Coruripe, que vitimaram, no total, oito pessoas.

A polícia também tenta prender Ronaldo dos Santos Bispo que conseguiu fugir de Coruripe e seria um dos líderes do grupo criminoso. Além de Josemar,  Anderson e Ronaldo, o delegado responsável pela investigação acrescenta que há outras pessoas envolvidas e que ainda faz diligências para tentar capturar a pessoa responsável por ordenar as mortes. Fábio Costa não descarta a participação de policiais nos crimes e no grupo criminoso.

“Estamos há cerca de quatro meses apoiando os trabalhos investigativos na circunscrição destes municípios por ordem do Secretário Lima Júnior e e do delegado geral Paulo Cerqueira. Não podemos e não vamos dar tranquilidade aos criminosos. Vamos prender e tirar de circulação todos os envolvidos e devolver a paz à sociedade independente de quem esteja praticando ou ordenando os crimes”, frisou o Delegado.

O cumprimento do mandado de prisão de Josemar ocorreu na cidade de Maceió, enquanto que Nicholas foi preso em Coruripe. "Outras prisões deverão ocorrer durante os desdobramentos desta operação policial e qualquer informação que a população tenha que possa auxiliar na identificação de outros indivíduos será extremamente importante, podendo ser feitas anonimamente por meio do Disque-denúncia telefone 181", finalizou o delegado titular da Deic, que assumiu o comando da Gerência de Recursos Especiais – GRE/Deic em junho de 2018.