Empresário americano vem a Alagoas incentivar o plantio do bambu como alternativa à cana

13/07/2017 - 22:03 - Atualizado em 17/07/2017 - 09:21
(Crédito: Divulgação)

O empresário americano, Mark Neeleman, conhecido como um dos fundadores da Azul Linhas Aéreas e por seu amor à natureza, estará em Maceió, nesta segunda-feira (17), para promover a cultura do bambu como alternativa ao desmatamento da madeira tradicional e como fonte geradora de energia. Mark é fundador da Bamazon Techonologies, empresa com sede no Acre e que beneficia o bambu em escala industrial.

O empresário investe nestes primeiros cinco anos, cerca de U$ 85 milhões no empreendimento. A visita visa, também, oferecer aos produtores locais uma nova perspectiva de negócio frente à decadência da cana-de-açúcar.

Mark será recebido pelo governador Renan Filho, às 17h, no Palácio do Governo. A agenda ainda terá um encontro com o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra, e com empresários locais, numa visita rápida de um dia. O objetivo é conhecer melhor sobre o programa para centrais de distribuição e as oportunidades de investimento no Estado de Alagoas.

A agenda em Alagoas é promovida pela FindBrazil, uma associação brasileira multissetorial, com presença internacional, atuando como plataforma de negócios, formada por uma rede de empresários, executivos, associações e empresas de todos os tamanhos, com sede em São Paulo e escritórios ao redor do mundo. A FindBrazil assiste empresas brasileiras na expansão das suas operações no exterior, através de ações para o aumento das exportações e também atua na atração de investimento estrangeiro.

Seu diretor de negócios e relações institucionais, Rodrigo Borges, estará acompanhando Mark na visita, e afirma que a reunião será um divisor de águas para a economia alagoana. "Mark traz uma alternativa lucrativa para produtores alagoanos que sofrem com a desvalorização da cultura da cana-de-açúcar", disse.

Quem é Mark Neeleman

O amor de Mark pelo Brasil prendeu sua atenção à situação da Floresta Amazônica, que por sua vez o levou a ligar-se com o poder do bambu. Ele decidiu dedicar seu tempo e energia para parar o desmatamento da Floresta através do desenvolvimento de bambu como uma alternativa viável de madeira mainstream, aliviando a pressão sobre os preciosos recursos florestais do Brasil, o que ocorre por meio da extração ilegal de madeira. Neeleman pretende oferecer materiais de construção certificados, bem como habitações a preços acessíveis derivadas de produtos de construção livre de árvores, e restaurar o dossel da floresta com bambu e outras madeiras nobres, através de estratégias de plantação de permacultura.

Mark, 38 anos, é americano, mas com grande paixão pelo Brasil e pela Amazônia. Seu pai, Gary Neeleman, 82 anos, foi jornalista correspondente no Brasil , na década de 60 e escreveu alguns livro sobre a região. Em 2008, Mark veio para o Brasil fundar a Azul Linhas Aéreas com seu irmão, David Neeleman. Hoje a companhia é a 3ª maior do país. Em 2013, criou a Bamazon, com objetivo de revolucionar a produção industrial da madeira e da geração de energia.

Fonte: Assessoria