Militares e Governo marcam nova rodada de negociação nesta sexta

19/04/2018 - 15:56 - Atualizado em 19/04/2018 - 16:10

Um nova rodada de negociações entre Governo e militares para tratar sobre o realinhamento salarial da categoria está marcada para a manhã desta sexta-feira (20), na Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio ( Seplag), no Centro de Maceió.

Na última terça (17), os policiais e bombeiros militares decidiram não aceitar a proposta de 10% de reajuste salarial oferecida pelo governo do Estado. Em assembleia, em frente ao Palácio República dos Palmares, os militares rejeitaram a segunda proposta do governo por unanimidade.

Após a decisão, eles protocolaram o pedido de 29% de aumento salarial para a tropa, ou seja, o mesmo aumento concedido aos delegados da Polícia Civil.

Na última quarta (18), o jornalista Ricardo Mota publicou em seu blog, no Portal TNH1, que o governo ofereceu 13% de reajuste, contando com o IPCA de 2017, que também deve ser concedido aos demais servidores públicos estaduais.

Segundo ele, os 10% propostos pelo governo, divididos em quatro parcelas, a partir de 2019, vão se somar ao reajuste já assegurado este ano (2,95%).

O representante do Governo, o secretário de Planejamento, Fabrício Marques, os comandantes da Polícia Militar e os líderes das associações militares devem participar do encontro. Em caso de negativa de uma nova proposta do Governo, a categoria ameaça adotar o aquartelamento como forma de pressionar o Estado.