Amazon deve começar a vender eletrônicos no Brasil na próxima semana

12/10/2017 - 14:49 - Atualizado em 12/10/2017 - 14:49
(Crédito: Reprodução)

Cinco anos depois de chegar ao mercado brasileiro, a Amazon finalmente deverá expandir sua loja online para além de livros, ebooks e Kindles. De acordo com o Valor, a empresa intensificou as conversas com empresas de tecnologia e varejo para começar a vender eletrônicos já na semana que vem — mais especificamente, no dia 18 de outubro.

O funcionamento deverá ser o mesmo que a Exame revelou em maio: em vez de vender diretamente aos consumidores, a Amazon deverá focar no marketplace, intermediando vendas de outros comerciantes. O Valor afirma que, nos últimos 15 dias, a Amazon se aproximou de lojistas, entregando documentos que explicavam como preparar o catálogo na Amazon e gerenciar os produtos ofertados.

Inicialmente, as vendas na Amazon brasileira deverão se restringir ao setor de eletrônicos, como celulares, câmeras, computadores, monitores e TVs, mas a ideia é “ampliar a lista até o fim do ano” e, no longo prazo, “trazer para o país toda a variedade de produtos e serviços que oferece nos Estados Unidos”, de acordo com o jornal.

É um segundo passo em relação ao marketplace de livros. Em abril, a Amazon passou a permitir que outras editoras, sebos e pessoas físicas trabalhassem na plataforma, abrindo caminho para a venda de livros usados e aumentando a oferta de 150 mil para 300 mil obras em português. O envio fica por conta do vendedor parceiro, não da Amazon. 50% das vendas da empresa no mundo vêm de marketplace.

A Amazon não comentou a informação do Valor. Provavelmente saberemos mais na semana que vem.

Fonte: TecnoBlog