Câncer de estômago de Nara Almeida é mais comum em homens acima dos 50 anos

22/05/2018 - 08:13 - Atualizado em 22/05/2018 - 08:28
(Crédito: Reprodução / Redes Sociais)

A youtuber Nara Almeida perdeu a luta para o câncer de estômago aos 24 anos, nesta segunda-feira (21). O caso da maranhense foi incomum, esse tipo de tumor é mais frequente em homens, sendo o quarto mais comum entre eles, e em pessoas acima dos 50 anos, segundo o Inca (Instituo Nacional de Câncer).

Na maioria dos casos, esses tumores não são hereditários e surgem devido a hábitos ruins, como uma alimentação rica em sal, alimentos defumados, consumo excessivo de álcool e tabagismo, obesidade e falta de atividade física. Mas como uma mulher aparentemente saudável e jovem desenvolveu uma doença grave como essa?

De acordo com Felipe Coimbra, diretor da Cirurgia Abdominal do A.C.Camargo Cancer Center, apesar de a maioria das pessoas acometidas pela doença se encaixar em alguns padrões, Nara pode ter ficado entre os raros casos aleatórios ou entre os 10% que têm um tumor hereditário. "Sempre existirão exceções e é um risco que todos nós temos. Nosso corpo sofre mutações a toda hora e algumas delas podem se tornar malignas", explica o médico.

Sintomas

Os sintomas podem passar despecebidos, mas também é impossível confundir os incômodos com mal-estar ou estresse, podendo ser sentido: 

  • perda de apetite,
  • indigestão e queimação na boca do estômago, como uma azia constante,
  • perda de peso,
  • dificuldade para engolir e
  • vômito.

No caso de Nara, ela contou que percebeu o primeiro sintoma no início de 2017. "Vinha sentindo muitas dores no estômago e vivia uma semana me sentindo bem e outra me sentindo mal. Às vezes, tinha que ficar na cama, vomitava tudo. Mas tomava remédio e tudo ficava bem novamente, e voltava com minha vida normal", escreveu em uma postagem. Na época, a jovem já tinha recebido o diagnóstico de úlcera gástrica, mas os medicamentos para o quadro não surtiam efeito.

Como vários dos sintomas não parecem indicar uma doença grave, muitos pacientes demoram para ter um diagnóstico. Cerca de 80% dos casos de câncer de estômago no Brasil são descobertos em um estágio avançado, dificultando o tratamento. O ideal seria recomendar uma endoscopia a cada três anos para quem tem fatores de risco.

No meio daquele ano, por exemplo, Nara sentiu uma dor tão forte que desmaiou: ela não comia nada há dois dias devido ao desconforto e vômitos recorrentes. "Lembro de quando saí do banho e olhei no espelho. Nunca vou esquecer do susto que levei ao ver meu estado, porque estava muito, muito magra", disse. Após o episódio, a youtuber foi internada e, após exames, recebeu o diagnóstico de tumor no estômago, em agosto de 2017.

Desde a notícia que tinha câncer, a modelo dividia com seus quase 4 milhões de seguidores no Instagram a rotina do tratamento. Por causa da doença, Nara não conseguia comer e se alimentava apenas por meio de uma sonda.

Fonte: Viva Bem