Casal é multado em R$ 82 mil após ser flagrado com 5 macacos-prego

07/12/2017 - 20:04 - Atualizado em 07/12/2017 - 20:06
Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres, da Faculdade de Medicina Veterinária da Unesp, cuida dos macacos até a soltura (Crédito: Polícia Ambiental)

Um casal foi flagrado pela Polícia Rodoviária Estadual transportando cinco filhotes de macaco-prego no interior do carro em que viajavam, na noite desta quarta-feira, 6, em Itatinga, no interior de São Paulo. O veículo foi parado em um pedágio, no km 208 da Rodovia Castelo Branco, após a condutora ter mudado de cabine ao se deparar com os policiais. No carro, viajava também uma criança de 2 anos, filha do casal. Os pequenos primatas estavam acondicionados em caixas de papelão, escondidas sob os bancos do veículo.

O homem, de 35 anos, e sua mulher, de 34, disseram que tinham recebido os filhotes de uma família de Londrina, no Paraná, e iam levá-los para São Paulo, onde seriam criados na casa deles.

Os dois foram levados à delegacia de Polícia Civil de Botucatu, onde funciona o plantão policial, e autuados por crimes ambientais - tráfico de animais silvestres e maus tratos. A Polícia Ambiental, que acompanhou a elaboração da ocorrência, multou o casal em R$ 82 mil pela captura e pela posse de animais da fauna nativa brasileira. Os dois, que não tiveram os nomes divulgados para preservar a criança, foram ouvidos e liberados.

Os filhotes foram levados para o Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres (Cempas), da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Botucatu, onde serão tratados até a soltura.

Macaco-prego

Algumas espécies de macaco-prego estão em situação vulnerável na natureza por causa da destruição de seu habitat. Os animais também passaram a ser caçados para serem criados como bichos de estimação.

No dia 5 de novembro, em Ourinhos, quatro filhotes foram resgatados pela polícia quando eram levados em uma bolsa, no bagageiro de um ônibus.

Fonte: Estadão Conteúdo