Polícia pede prorrogação de prisão de suspeito da morte de Vitória Gabrielly

19/06/2018 - 22:51 - Atualizado em 19/06/2018 - 22:51
(Crédito: Reprodução)

A Polícia Civil de Araçariguama, no interior de São Paulo, pediu à Justiça a prorrogação da prisão temporária do suspeito de envolvimento no caso da menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12.

A estudante foi encontrada morta na tarde do último sábado (16), oito dias após desaparecer ao sair de casa para andar de patins. A polícia ainda busca por outros suspeitos e investiga a motivação do crime.

O investigado é de Mairinque, município que fica a 20 quilômetros de Araçariguama. Ele trabalha como servente de pedreiro e disse à polícia que é usuário de drogas.

Os investigadores chegaram até ele após uma denúncia.

Nesta segunda-feira (18), o suspeito foi levado à delegacia para prestar novo depoimento e teria voltado a afirmar que apenas pegou carona no carro de um casal que levava Vitória. A informação foi confirmada pelo advogado da família da vítima, Roberto Guastelli.

O carro citado por ele já foi periciado e não tem indícios de ter transportado a menina. O casal também voltou à delegacia nesta segunda e teve as digitais coletadas. Segundo o advogado Jairo Coneglian, que defende os dois, eles foram à delegacia para o procedimento e para buscar os telefones celulares que haviam sido apreendidos, mas já foram devolvidos.

Fonte: Folhapress