Marcelo Palmeira diz que violência nos estádios pode aumentar com venda de bebidas

13/09/2017 - 11:15 - Atualizado em 13/09/2017 - 11:53

 

O prefeito em exercício de Maceió, Marcelo Palmeira, comentou hoje (13) o projeto de lei que legaliza a venda de bebidas alcoólicas nos estádios, vetado por ele no início deste mês e que gerou repercussão na Câmara dos Vereadores.

Segundo Palmeira, a decisão não cabe ao município e ainda pode gerar mais violência nos estádios. “Não cabe à Prefeitura fazer essa avaliação. Agora, nós sabemos que onde tem bebida, os ânimos ficam acirrados, e a disputa em jogos onde há uma rivalidade maior aumenta a tendência de haver violência”, afirma. A declaração foi feira durante o lançamento do edital destinado à implantação da Rede Municipal de Pontos de Cultura.

 

Palmeira continuou defendendo que a discussão continue, mas que não cabe ao município de Maceió. A proibição ou não da venda de bebidas deve envolver o Estatuto do Torcedor, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os governos estaduais, para assim o município apenas seguir a lei.

Lançamento da Rede Municipal de Pontos de Cultura

O prefeito em exercício esteve na Escola Municipal Pompeu Sarmento, no Barro Duro, para o lançamento do edital da Rede Municipal de Pontos de Cultura. A iniciativa foi promovida a partir de um convênio com o Ministério de Cultura, e destinará R$ 900 mil para que entidades culturais sejam consideradas pontos de cultura e passem a executar ações em unidades de ensino.

“Nada melhor do que você lançar projetos que tragam o que nós temos de melhor na nossa cidade; junto com toda rede que compõe a cultura de Maceió, nós vamos conseguir desempenhar ações como essa”, afirma Palmeira.

O prefeito em exercício também ressaltou a importância da presença desses pontos de cultura nas escolas. “Você tem que incentivar e mostrar às crianças o que é cultura para que elas possam ter toda uma vida ligada a ela”.