Quem era o rapper XXXTentacion, assassinado em plena luz do dia na Flórida, nos EUA

19/06/2018 - 22:26 - Atualizado em 20/06/2018 - 07:48
(Crédito: Reprodução)

O rapper americano XXXTentacion, que rapidamente alcançou a fama com dois álbuns de sucesso, foi assassinado à queima-roupa aos 20 anos, em plena luz do dia, na Flórida (EUA).

Na tarde de segunda-feira, XXXTentacion, nascido Jahseh Onfroy, saía de uma concessionária de motos quando dois homens armados se aproximaram do carro dele. Pelo menos um deles atirou no rapper.

O crime ocorreu em plena luz do dia numa das ruas de Deerfield Beach, a 69 quilômetros de Miami.

O chefe da polícia do condado de Broward disse que, depois do ataque, os dois suspeitos fugiram numa SUV de cor escura. Os investigadores acreditam que o rapper pode ter sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Um vídeo postado nas redes sociais mostra aparentemente o corpo de Onfroy dentro do seu carro.

A polícia diz que Onfroy foi levado a um hospital, onde morreu.

Ele era descrito como um artista polêmico e enfrentava acusações de violência doméstica.

XXXTentacion primeiro atraiu atenção e público ao divulgar suas próprias músicas no site SoundCloud. Ganhou fama e elogios pelo talento inovador. Com sua morte, astros do hip-hop fizeram homenagens a Onfroy.

Autor de sucessos nos EUA como SAD! e Moonlight, XXXTentacion ganhou destaque após o lançamento de seu primeiro álbum, 17, em agosto passado.

O segundo álbum, batizado de ?, entrou direto no topo no topo da parada Billboard americana em março e já foi ouvido milhares de vezes online.

Suas músicas abordavam temas como depressão e ele foi elogiado por estrelas do rap.

Mas a curta carreira de XXXTentacion foi manchada por alegações de violência doméstica.

Ele enfrentava 15 acusações criminais no momento de sua morte - incluindo uma de agressão contra uma mulher grávida.

Análise: Da infância dura a número 1

Mark Savage, especialista em música, BBC News

XXXTentacion teve uma infância conturbada e foi expulso do ensino médio por causa de brigas na escola. Ele canalizou a energia e a fúria na música.

Ele rapidamente se tornou o artista mais popular no gênero conhecido como SoundCloud Rap, definido por suas batidas lânguidas e obscuras e por absorver diversas influências.

A popularidade crescente de XXXTentacion foi notada pela indústria da música e, em outubro de 2017, ele assinou um contrato de distribuição no valor de US$ 6 milhões.

Quando o contrato foi assinado, a carreira do rapper já estava sendo ofuscada por seus problemas com a Justiça. Os fãs aparentemente não se incomodaram, colocando o último álbum do rapper no topo das paradas de sucesso dos EUA.

Homenagens rapidamente apareceram nas mídias sociais, incluindo um tuite de Kanye West.

"Eu nunca te disse o quanto você me inspirou quando estava aqui", escreveu West na rede social.

O rapper Sean "Diddy" Combs descreveu XXXTentacion como "um das pessoas mais interessantes que eu já conheci".

O DJ e produtor musical Diplo disse que o rapper queria que ele e o também produtor Skrillex finalizassem seu próximo álbum.

O rapper J Cole elogiou o "enorme talento e potencial ilimitado" de XXXTentacion.

O documentarista Louis Theroux disse: "Apesar dos demônios pessoais, ele era um grande talento e trazia uma sensação nova e bonita ao hip hop. Tão triste".

Fonte: BBC Brasil