Dois suspeitos morrem durante operação integrada em Teotônio Vilela

20/04/2017 - 17:55 - Atualizado em 20/04/2017 - 18:03
Operação teve apoio de Grupamento Aéreo, Força Tática e Serviço de Inteligência (Crédito: Assessoria/3º BPM)

Uma operação integrada desencadeada na tarde desta quinta, 20, em Alagoas, resultou em duas mortes no município de Teotônio Vilela. A informação foi divulgada pelo 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que atua na área. A Operação Tiradentes tem duração de 24 horas e integra forças policiais em todo o território nacional.

De acordo com as informações repassadas pelo 3º BPM,  Carlos Bruno Germano da Silva, conhecido como Baiano, e outro suspeito identificado apenas como Ramon teriam reagido às prisões e recebido a guarnição a tiros. Segundo a assessoria do Batalhão, ambos estavam juntos no momento da abordagem, que aconteceu em uma grota onde havia um ponto de droga na região.

Após uma perseguição e troca de tiros no Centro da Cidade, os suspeitos teriam sido baleados e socorridos pelos militares, mas não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito. Duas armas que estavam com os suspeitos foram apreendidas.

Ainda de acordo com a assessoria, Baiano, que comandaria o tráfico de drogas no município junto com Ramon, teria uma vasta ficha criminal e seria responsável por homicídios registrados recentemente na região. Além disso, teria passagens por roubo de veículos, lesão corporal, ameaça e tráfico de drogas.

A operação em Teotônio, teve o apoio da Força Tática, Pelopes e Grupamento Aéreo do 3º BPM.

A ação nacional foi acordada durante reunião do Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, ocorridas no começo deste mês no Rio de Janeiro. A operação deve acontecer até a tarde desta sexta, 20.