Polícia prende principal suspeito de ter matado guarda municipal de Pilar

19/06/2017 - 10:43 - Atualizado em 19/06/2017 - 10:56
Taxista foi encontrado morto no Cidade Universitária (Crédito: Reprodução / TV Pajuçara)

A polícia divulgou na manhã desta segunda-feira (19) que foi preso o principal suspeito de ter matado o taxista e guarda municipal do município de Pilar, Jose Ronaldo da Silva, assassiná-lo e, após o homicídio, subtrair vários pertences da casa da vítima.

A prisão ocorreu durante uma operação conjunta envolvendo policiais civis da Delegacia de Pilar (23º DP) e da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), na última sexta-feira. O suspeito foi identificado como José Quitério Gois dos Santos, conhecido como “Tolô”. Um adolescente, sobrinho de Quiterio, foi apreendido.

De acordo com os delegados José Carlos Santos, Fabio Costa e Daniela Andrade, responsáveis pela investigação, o caso foi tratado inicialmente como roubo e sequestro. As investigações caminharam juntas e apontaram que Quiterio e o adolescente resolveram assassinar Ronaldo, de quem eram conhecidos, para subtrair seus pertences.

Após o corpo da vítima ter sido encontrado na cidade de Maceió, foi instaurado novo inquérito policial na delegacia de Homicídios. O adolescente foi apreendido na cidade de Rio Largo e tentou fugir quando avistou a Polícia. Já Quitério foi preso na cidade de Branquinha, onde se escondia.

Segundo os próprios autores Ronaldo foi assassinado na casa de Quitério, a golpes de martelo, e seu corpo foi deixado dentro do veículo Elba abandonado no Cidade Universitária, na parte alta de Maceió.

Além deles, foram presos Jose Cicero da Silva e Rafael Amaro Da Silva, pelo crime de receptação já que estavam na posse, respectivamente, do veículo e pertences pessoais da vítima.

Os mandados de prisão, apreensão e busca domiciliar foram expedidos pelo Juízo da Comarca de Pilar, Sandro Augusto dos Santos.

Fonte: Com Ascom PC