Três presos, duas versões e poses para as câmeras; veja vídeo

13/09/2017 - 10:45 - Atualizado em 13/09/2017 - 11:51
(Crédito: Reprodução/Cidade Alerta Alagoas)

Um fato inusitado foi registrado no bairro de Ponta Grossa pela guarnição do Batalhão de Polícia de Trânsito nessa segunda-feira (13).

Uma mulher – que preferiu não se identificar – teve o carro furtado pela prima e seu marido. Os suspeitos foram identificados como Luiz Henrique da Costa Barros, de 20 anos e Jéssica Caroline dos Santos, também de 20 anos.

Segundo informações de um militar do BPtran – que não quis se identificar –  além do casal foi preso também pelo furto Lizanel de Assis Souza, de 31 anos, que teria guardado a chave do carro em um buraco dentro de casa.

“Conseguimos encontrar os dois e eles falaram que o carro tinha sido levado pelo BPTran ao pátio do Detran. Logo depois, abriram o jogo e levamos os dois para a casa da dona do carro que os reconheceu. Eles deixaram o carro estacionado perto de uma praça e a chave foi enterrada dentro de um buraco na casa do Assis”, explicou o policial.

Ao repórter Rafael Alves, do Cidade Alerta Alagoas, da TV Pajuçara, Luiz Henrique da Costa Barros alegou que trabalha como técnico de refrigeração e que teria combinado com a prima da esposa para pegar o carro e tentar vendê-lo.

“Eu não roubei o carro. Eu disse que ia precisar do veículo para ir ao Fórum e ela também deixou comigo para eu vender o veículo por R$ 12 mil, e eu ainda venderia por mais, por R$ 15 mil, para ganhar minha comissão”, contou.

A mulher dele, Jéssica Caroline, explicou que a prima autorizou a retirada do veículo da oficina. “Minha prima deixou o meu esposo pegar o veículo. Por ele ter demorado, ela ficou preocupada. Acho que é porque ele tem alta incidência criminal”, ressaltou.

De óculos escuros prateados, brincos de argola e vestido listrado, ela ainda fez poses para a câmera, durante a reportagem.

A outra versão foi apresentada por Lizanel, que disse à reportagem que desconfiou de Luiz Henrique quando ele deixou a chave do carro em sua casa.

“Ele chegou lá pedindo para eu guardar a chave, mas como ele já tem seis entradas na polícia, eu não guardei. Ele enterrou num buraco dentro da minha casa. Não tenho nada a ver”, afirmou.  

Confira na reportagem do Cidade Alerta Alagoas: