Colunista diz que Ronaldinho vai disputar o Senado pelo partido de Bolsonaro

14/12/2017 - 09:46 - Atualizado em 14/12/2017 - 10:02
(Crédito: Reprodução)

Ronaldinho Gaúcho deve mudar de campeonato e de time no próximo ano. O meia, que fez história no Barcelona, vai trocar os campos de futebol pela eleição partidária e deve concorrer ao Senado pelo Estado de Minas Gerais, mas isso não é tudo. Gaúcho deverá ser correligionário de Bolsonaro.

A informação foi confirmada pelo colunista Lauro Jardim. Ele afirma que o ex-jogador da Seleção Brasileira, acertou sua filiação ao PEN, para tentar uma candidatura ao Senado em 2018.

De acordo com o colunista, o acordo eleitoral foi firmado entre o jogador e o vice-presidente do partido, Gutemberg Fonseca, no Rio de Janeiro.

Do encontro, saiu a foto que ilustra essa reportagem, onde Ronaldinho e Gutemberg aparecem juntos e segurando o livro de Jair Bolsonaro.

O colunista afirmou ainda que a filiação de Gaúcho só se tornará pública em março do próximo ano, quando se espera que Bolsonaro use a janela partidária para oficializar sua filiação ao PEN.

Caso a candidatura se concretize, outro atleta deverá ser o “eleito” como suplente, o também ex-jogador Somália, ex-craque do América Mineiro e do Fluminense.

Fonte: Com informações de O Globo