Futebol Internacional

Acusação de estupro contra Cristiano Ronaldo é arquivada

Metrópoles | 11/06/22 - 18h40
A vítima alegava ter sido abusada pelo português em um hotel, em 2009 | Foto: Reprodução/Pixabay

Jennifer Dorsey, juíza do distrito de Las Vegas, em Nevada, rejeitou a denúncia de estupro contra Cristiano Ronaldo. O atual jogador do Manchester United foi acusado por Kathryn Mayorga, que alega ter sido abusada pelo português em um hotel, em 2009.

Segundo a magistrada, os advogados da modelo Kathryn Mayorga agiram com má-fé e violaram o processo de litígio adequado. Dessa forma, Dorsey decidiu arquivar o caso contra CR7.

Dorsey já havia sinalizado no início do ano que estava pronta para encerrar o caso depois que o advogado Leslia Mark Stovall não cumpriu o prazo processual da ação.

Mayorga fez a denúncia contra Cristiano Ronaldo em 2009, em Las Vegas. Inicialmente, ela recebeu US$ 375 mil em um acordo com o atleta para retirar as acusações criminais contra ele. Em setembro de 2018, o processo foi reaberto com base na apresentação do documento que revelou o acordo entre Ronaldo e Mayorga.

A modelo tinha a intenção de anular essa decisão e ganhar uma indenização de cerca de 64 milhões de euros.