Alagoas

Alagoas tem mais 1.076 casos e 22 mortes por coronavírus

Agência Alagoas | 03/07/20 - 16h57 - Atualizado em 04/07/20 - 14h31
Pixabay

O Boletim Epidemiológico desta sexta-feira (03/07) confirma mais 1.076 casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 38.404 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 6.857 estão em isolamento domiciliar e 251 internados em leitos públicos e privados. Outros 30.181 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 2.686 casos em investigação laboratorial. Foram registradas mais 22 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 1.113 óbitos por Covid-19.

Mais 22 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus. Cinco vítimas residiam em Maceió, sendo três mulheres, com idades 46, 63 e 73 anos; e dois homens de 71 e 77 anos. A mulher de 46 anos era diabética e faleceu na UPA Benedito Bentes; a vítima de 63 anos também era diabética e faleceu no Hospital da Mulher; e a mulher de 73 anos era hipertensa e faleceu no Hospital Metropolitano. O homem de 71 anos era diabético e hipertenso e faleceu no Hospital da Mulher; e o homem de 77 anos tinha doença respiratória crônica e faleceu no Hospital Metropolitano.

A Covid-19 vitimou mais 17 pessoas que residiam no interior do Estado, sendo dez mulheres e sete homens. A mulher de 69 anos, de Major Izidoro, que era diabética e tinha câncer, faleceu no Hospital Djacy Barbosa; a vítima de 59 anos, de Arapiraca, era hipertensa e faleceu no Hospital Djacy Barbosa; outra mulher de Arapiraca, de 20 anos, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Daniel Houly; mais uma a mulher de 77 anos, de Arapiraca, tinha doença renal crônica e faleceu no Hospital Chama; a mulher de 76 anos, de Japaratinga, era diabética e hipertensa e faleceu no Hospital da Mulher; a mulher de 52 anos, de Marechal Deodoro, era diabética e faleceu no Hospital Metropolitano; a vítima de 68 anos, de Boca da Mata, era diabética e faleceu no Hospital Metropolitano; a mulher de 51 anos, de Atalaia, era hipertensa e faleceu no Hospital Humanité; a vítima de 79 anos, de Viçosa, não tinha registro de comorbidades a faleceu no Hospital Daniel Houly; e a mulher de 73 anos, de Passo de Camaragibe, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital da Mulher.

Em relação aos óbitos do sexo masculino, o homem de 70 anos, de Arapiraca, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Regional; o homem de 73 anos, de Arapiraca, tinha doença cardiovascular e faleceu no Hospital Daniel Houly; o homem de 60 anos, de São Miguel dos Campos, era hipertenso e faleceu no Hospital da Mulher; o homem de 67 anos, de Quebrangulo, era diabético e faleceu no Hospital da Mulher; o homem de 75 anos, de Messias, era hipertenso e faleceu no Hospital da Mulher; o homem de 49 anos, de Campo Alegre, era hipertenso e faleceu no Hospital da Mulher; e o homem de 56 anos, de Palmeira dos Índios, era hipertenso e faleceu na Santa Casa de Maceió.