Brasil

Alemão oferecia comida para atrair vítimas e produzir pornografia infantil

Metrópoles | 18/08/20 - 09h41
Divulgação

As vítimas do alemão Klaus Berno Fischer, de 73 anos, disseram à Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) que o criminoso oferecia, além de dinheiro e presentes, comida para que elas participassem da produção de vídeos pornográficos infantis.

“Ele dava dinheiro, mas também comida. Fazia lasanha, dava sorvetes. São crianças e adolescentes de famílias muito humildes. Ele se aproveitava dessa situação”, explicou o delegado Luís Maurício Armond, segundo o jornal Extra.

Klaus Berno Fischer foi preso na noite dessa quinta-feira (13/8). Na casa dele, em Santíssimo, zona oeste do Rio, funcionava um estúdio de pornografia infantil. Policiais acharam diversos objetos de sadomasoquismo que eram usados durante as gravações.

Os espaços tinham cenários infantis, como balanços, gangorras, fantasias, entre outros objetos. Ainda segundo o delegado, em uma parede falsa foram encontrados cerca 30 mil arquivos com filmagens de pornografia infantil.