Gente Famosa

Amigo de diretora conta desespero após tiro disparado por Alec Baldwin

Metrópoles | 25/10/21 - 15h33 - Atualizado em 25/10/21 - 15h38
Instagram / Reprodução

Eletricista-chefe do filme Rust, Serge Svetnoy publicou um longo desabafo sobre a morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, atingida por um tiro acidental disparado pelo ator Alec Baldwin durante as gravações. O gaffer, como é nomeada a função, afirmou que a falta de orçamento para contratação de profissionais bem preparados foi o que causou a morte da diretora.

“Para salvar alguns trocados, vocês contrataram pessoas que não são totalmente qualificadas para fazer trabalhos perigosos e complicados. Vocês colocam em risco a vida de outras pessoas. Eu entendo a luta pelo orçamento, mas isso não pode acontecer. É verdade que alguns profissionais podem custar um pouco mais e podem ser mais exigentes, mas vale a pena. Nenhum trocado economizado vale a vida de alguém!”, escreveu Serge, de acordo com o Deadline.

A diretora foi atingida no peito e chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu. Serge contou que estava ao lado de Halyna no momento do acidente: “Estava ombro a ombro. Eu a segurei nos meus braços enquanto ela estava morrendo. O seu sangue estava em minhas mãos”.

“É culpa de negligência e falta de profissionalismo. A negligência da pessoa que deveria verificar a arma no local e não fez isso; a pessoa que teve que anunciar que a arma carregada estava no local e não o fez; a pessoa que deveria ter verificado a arma antes de trazê-la para o set e não o fez”, disparou.

“Tenho certeza de que tínhamos profissionais em todos os departamentos, exceto por um – o departamento responsável pelas armas. Não tem como uma mulher de 24 anos ser uma profissional com armamento; não tem como seu amigo mais ou menos da mesma idade da escola, bairro, Instagram, ou Deus sabe onde mais, ser um profissional nessa área. Os profissionais são as pessoas que passaram anos em sets, que conhecem o trabalho de A a Z”, acrescentou.