Brasil

Amigos viram jovem acenando antes de afundar e sumir no Lago Paranoá; buscas continuam

TNH1 com Metrópoles | 12/10/20 - 14h42 - Atualizado em 12/10/20 - 14h47
Myke Sena/Metrópoles

“Nós vimos ele caindo”, disse um dos amigos de Luís Gabriel da Silva Oliveira, 27 anos, que desapareceu no Lago Paranoá após sofrer queda de uma lancha, no sábado (10). A entrevista foi concedida ao site Metrópoles.

A testemunha, que pediu para não ser identificada, contou que havia aproximadamente 10 pessoas na embarcação no momento em que o jovem caiu. “A lancha estava puxando dois jet skis. Nós vimos ele caindo, aí gritaram e eu corri para pegar um colete [salva-vidas] e passar para o menino do jet ski. Nisso, disseram que viram ele acenando e depois já não viram mais”, relatou o homem, de 29 anos.

De acordo com ele, logo em seguida, um dos amigos subiu no jet ski e foi procurar Gabriel, mas o rapaz “já tinha afundado”.

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) faz busca por Gabriel desde sábado. A procura desse domingo (11) foi encerrada às 17h30 e o trabalho deve retornar às 6h desta segunda-feira (12).

O amigo do morador de Taguatinga desaparecido esteve no Lago Paranoá, no domingo, para auxiliar os bombeiros nas buscas e reconstituir o percurso feito pela embarcação no dia do acidente.

Ainda segundo a testemunha, os pertences de Gabriel ficaram na lancha após o desaparecimento do jovem. A família agora tenta recuperar os bens.

Em um vídeo ao qual os bombeiros tiveram acesso, uma mulher aparece filmando a reunião de amigos até que outra grita informando que o rapaz havia caído no lago. “O Gabriel caiu”, avisa. A corporação, porém, não divulgou as imagens.