Mundo

Arqueólogos abrem caixões que estavam lacrados há 2,5 mil anos

Metrópoles | 31/05/22 - 22h40
Foram descobertos 250 sarcófagos e 150 estátuas de bronze em um cemitério em Saqqara | Foto: Reprodução

Arqueólogos descobriram 250 caixões e 150 estátuas de bronze em um cemitério em Saqqara, no Egito. O achado foi anunciado pelo Ministério do Turismo e Antiguidades do Egito nessa segunda-feira (20/5). Os sarcófagos datam de cerca de 500 a. C., ou seja, foram lacrados há 2,5 mil anos.

Conforme o jornal britânico The Mirror, os cientistas decidiram abrir os caixões a fim de averiguar seu conteúdo. Além dos sarcófagos, se depararam com estátuas dos deuses Anúbis, Min, Osíris, Amon, Hathor, Bastet, Ísis e Nefertum.

“A missão do Conselho Supremo de Antiguidades conseguiu descobrir o primeiro e maior esconderijo de 150 estátuas de bronze do período tardio no cemitério dos animais sagrados em Saqqara, bem como poços funerários contendo 250 caixões fechados de madeira colorida contendo múmias, que será exibido no Grande Museu Egípcio”, informou o Ministério.

Uma coleção de vasos de bronze e um sistro (instrumento musical) foram encontrados em meio aos sarcófagos. Conforme o anúncio, as múmias nos caixões estão em “condições notavelmente boas”.

Os sarcófagos foram levados para o Grande Museu Egípcio. Em 2021, 53 poços funerários foram achados em Saqqara, com mais de 50 caixões de madeira.