Saúde

Astrazeneca, Butantan, Janssen e Pfizer negam venda a empresas

Metrópoles | 02/04/21 - 22h05
Thiago Duarte / Agência Alagoas

Empresários mostram interesse em negociar a compra de vacinas contra a Covid-19 para si e seus funcionários, mas essa iniciativa não será facilmente concluída. Isso porque o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma) informou que as farmacêuticas associadas não querem negociar a venda do imunizante ao setor privado.

Em nota, a entidade disse que as empresas AstraZeneca, Butantan, Janssen e Pfizer estão negociando, fornecendo e distribuindo suas vacinas contra o coronavírus exclusivamente para governos federais e organismos públicos internacionais da área da Saúde.

“Neste momento, nenhuma empresa ou pessoa física está autorizada a negociar em nome destas empresas fabricantes de vacinas contra a Covid-19 com nenhum ente público ou privado, seja direta ou indiretamente”, diz o comunicado.

Projeto

A Câmara dos Deputados deve votar na próxima semana o projeto nº 948, de 2021, apresentado pelo deputado Hildo Rocha (MDB/MA), que autoriza a compra de vacinas contra a Covid-19 por empresas privadas. Atualmente, a legislação permite a aquisição, contanto que os imunizantes sejam doados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A intenção do projeto seria que as empresas repassassem apenas metade das vacinas ao SUS. O restante poderia ser utilizado para aplicação gratuita em funcionários, estagiários, autônomos e terceirizados, assim como em familiares dos empresários.