Nordeste

Bala atinge celular dentro de mochila e mulher escapa de tentativa de assalto

Motociclista foi baleado no tórax e socorrido com vida por um ambulância

Diário do Nordeste | 11/10/20 - 14h43 - Atualizado em 11/10/20 - 16h33
Pexels

Uma funcionária de uma empresa de título de capitalização escapou de um tiro em uma tentativa de assalto, na noite deste sábado (10), após a bala atingir o celular dela, que estava na mochila, em suas costas. O tio da mulher, identificado apenas como João, 40 anos, conduzia a motocicleta onde os dois estavam e foi baleado no tórax. O crime ocorreu nas proximidades da Avenida Paulino Rocha, no Bairro Cajazeiras, em Fortaleza.

A mulher era responsável por recolher o dinheiro nos pontos de venda da empresa. Ela e o tio realizavam o trabalho quando foram abordados por um grupo armado, que anunciou o assalto. O motociclista se assustou com a ação e acelerou, quando os suspeitos atiraram contra os dois.

Um dos tiros atingiu o tórax do condutor, o outro pegou no celular da passageira, destruindo o aparelho. A bala foi encontrada ainda junto ao telefone. 

A funcionária contatou o gerente da empresa, José Morais, logo após o ocorrido. No local, Morais contou à reportagem que João estava acompanhando a sobrinha, excepcionalmente, nesta noite, porque o marido dela, que costuma fazer a rota desse serviço, estava de folga. 

“Quando estavam fazendo rota por uma rua aqui perto, abordaram, mandaram parar e ele [o motociclista] não parou, acelerou, e eles atiraram. Um tiro pegou no peito esquerdo do motoqueiro e o outro pegou nesse telefone aqui, tava na mochila da garupeira, que trabalha comigo. Ela foi salva pelo celular”, ressaltou o gerente. 

Ainda segundo Morais, os motociclistas da empresa costumam montar estratégias nas rotas de recolhimento de dinheiro para fugir de possíveis abordagens. “A gente tem as estratégias pra tentar driblar, mas, infelizmente, uma hora eles acertam a gente”, comentou. 

A vítima baleada foi socorrida com vida por uma ambulância no local.