Brasil

Butantan receberá insumos da China em 26 de maio

Metrópoles | 17/05/21 - 15h23
Carla Cleto / Agência Alagoas

O governador João Doria (PSDB) afirmou, nesta segunda-feira (17/5), que o Instituto Butantan receberá insumos da China para produção de vacina contra a Covid-19 em 26 de maio.

Desde sexta-feira (14/5) a produção da Coronavac está paralisada por falta de insumo farmacêutico ativo (IFA). O envase já sido suspenso no dia 6 por falta de insumo. A expectativa é de que sejam despachados 4 mil litros da matéria-prima, suficientes para produção de 7 milhões de doses.

Há ainda outros 6 mil litros de insumos parados na Sinovac, que aguardam somente liberação do governo chinês para embarque. O envio de IFA está atrasado desde o fim de março. O último carregamento de IFA, esperado para 24 de março, só chegou em 19 de abril.

Para Doria, o atraso no envio da matéria-prima se deve aos ataques do governo brasileiro à China. Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro sugeriu que o vírus foi criado pela China em laboratório. Dias antes, o ministro Paulo Guedes, da Economia, fez a mesma sugestão.

Para Doria, o governo brasileiro deve um pedido de desculpa à China pelo ataques. O governo, no entanto, nega entraves diplomáticos.