Mundo

Cão é colocado em quarentena em Hong Kong após teste positivo para Coronavírus

Diário do Nordeste | 28/02/20 - 07h46 - Atualizado em 28/02/20 - 07h48
Divulgação

Um lulu da Pomerânia, também conhecido como Spitz alemão teve teste positivo para o novo coronavírus após supostamente ter contraído a doença de sua tutora, informa o jornal inglês Daily Mail, nesta quinta-feira.

A tutora do cão, Yvonne Chow Hau Yee, que vive em Hong Kong com seu animal de estimação, também teve teste positivo para o vírus.

Ela visitou um veterinário no luxuoso distrito de Happy Valley, onde foram coletadas amostras nasal, oral e retal do bicho. Os resultados das amostras deram positivo para o novo coronavírus. 

Autoridades de Hong Kong informaram que o cachorro não apresentava sintomas relevantes, mas foi mantido em quarentena. Em nota, o departamento de agricultura informou que não há evidências ainda de que animais podem ser infectados pelo COVID-19 ou que pode ser fonte de contaminação para pessoas.

O lulu da Pomerânia foi o único cão na unidade de quarentena em Hong Kong. Ele ficará no centro por 14 dias. Novos testes serão feitos até que o cachorro esteja livre do vírus.