Política

Carlos Henrique Gaguim diz que presidente da Câmara tem que ser juiz imparcial

13/07/16 - 20h45 - Atualizado em 13/07/16 - 20h48
Agência Câmara

Nono candidato à Presidência da Câmara a discursar, o deputado Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) destacou seus 25 anos de vida pública e pediu votos principalmente para a bancada feminina e para parlamentares que, como ele, estão no primeiro mandato.

Gaguim destacou que o futuro presidente tem que atuar como um juiz, imparcial, e priorizar a população menos favorecida e o desenvolvimento e a produtividade.

“Quero pedir o apoio da bancada feminina. Falam que existem 3 poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário. Mas eu coloco dois poderes acima desses – primeiro o poder de Deus e depois o poder dessas mulheres do meu Brasil”, disse o parlamentar.

Gaguim também pediu votos aos deputados de primeiro mandato, destacando que trabalhou para que esses deputados tivessem asseguradas no orçamento emendas de autoria deles.

“Hoje represento 256 deputados novatos. Quero pedir o seu apoio. Estive no Palácio [do Planalto] mais de 100 vezes lutando pelas emendas desses deputados de primeiro mandato. Foi um trabalho meu e um sonho de muitos deputados que chegaram aqui pela primeira vez”, disse.

Gaguim disse também que vai propor mudanças no Regimento da Casa para abrir mais espaço à participação popular e à votação de propostas que surgem no parlamento.

“Apresentei ontem um projeto de resolução para ouvir o povo, a sociedade. Esta Casa vai receber uma pauta uma vez por semana e vai ser colocada como urgência. Vamos dedicar segundas, terças e quartas à votação dessas matérias”, disse o deputado. “Vamos dar um votinho no Gaguim”, finalizou.

Ex-governador de Tocantins
Carlos Henrique Gaguim, que já foi do PTB e do PMDB, foi duas vezes vereador em Palmas, capital do Tocantins, três vezes deputado estadual, duas vezes presidente da Assembleia Legislativa e governador de Tocantins. Atualmente, exerce seu primeiro mandato de deputado federal.