Polícia

Caso Jonas: cinco militares são presos suspeitos no homicídio de pedreiro

Teresa Cristina | 10/03/21 - 15h00 - Atualizado em 10/03/21 - 15h10

Cinco policiais militares foram presos, na manhã desta quarta-feira (09), suspeitos de participação nos crimes de homicídio e ocultação do cadáver do pedreiro Jonas Seixas da Silva, desaparecido desde o dia 09 de outubro do ano passado.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, os mandados de prisão foram expedidos pela 7ª Vara Criminal da Capital, após parecer favorável do Ministério Público Estadual (MPE), à representação formulada pela comissão de delegados da Delegacia de Homicídios, que investiga o caso.

Os delegados informaram que há provas robustas quem embasam as prisões dos militares, mas que não podem ser divulgadas porque estão em segredo de Justiça.
 

O caso

Jonas Seixas desapareceu em 09 de outubro do ano passado após uma abordagem feita por policiais militares, na Grota do Cigano, no bairro do Jacintinho. O pedreiro foi visto pela última vez entrando em uma viatura da Polícia Militar.