Brasil

'Comemoro cada etapa', diz médica picada por cobra sobre recuperação

Metrópoles | 17/10/20 - 11h01
Reprodução / Instagram

Após ser picada por uma jararaca enquanto tomava banho em cachoeira, a médica Dieynne Saugo, 33 anos, comemora a evolução do tratamento, que inclui sessões semanais de fisioterapia no braço e na mão.

Ao G1, a profissional de saúde disse que “comemora cada etapa”. Ela conta que está com “boa mobilidade da mão, dos dedos e do braço esquerdo”. A médica fazia, antes, tratamento com anticoagulante oral.

Ao longo de sua recuperação, desde o dia em que foi picada pela cobra, Dieynne passou por momentos críticos. Ela chegou a ser levada para a unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC).

A recuperação da profissional de saúde incluiu transfusões de sangue e traqueostomia. A médica teve 70% das vias aéreas obstruídas pelo inchaço provocado pelo ataque do animal. A profissional prometeu que voltará a frequentar cachoeiras mesmo após o caso.