Saúde

Coquetel da AstraZeneca contra Covid reduz risco de casos graves e morte

Metrópoles | 11/10/21 - 11h36
Pixabay

A AstraZeneca informou, nesta segunda-feira (11/10), que um coquetel experimental contra a Covid-19 foi capaz de reduzir em 50% o risco de pacientes sintomáticos não hospitalizados desenvolverem o quadro grave da doença ou evoluírem para a morte, segundo estudo clínico em estágio avançado.

O medicamento, denominado AZD7442, é um coquetel injetável com uma combinação de anticorpos. Durante o estudo, os cientistas acompanharam 900 pacientes e observaram que o fármaco reduziu os riscos pela metade entre as pessoas que apresentaram sintomas da infecção por sete dias ou menos.

“Uma intervenção precoce com nosso anticorpo pode dar uma redução significativa na progressão para doença grave, com proteção contínua por mais de seis meses”, disse Mene Pangalos, vice-presidente executivo de P&D de biofarmacêuticos da AstraZeneca.

Os resultados ainda não foram publicados em revista científica. A farmacêutica informou que irá discutir os dados com as autoridades de saúde.