Saúde

Coronavac: imunizados com doses suspensas não precisam ser revacinados

Metrópoles | 19/11/21 - 16h53 - Atualizado em 19/11/21 - 16h57
Fábio Vieira / Metrópoles / Reprodução

O Ministério da Saúde validou a imunização de quem recebeu vacinas da Coronavac suspensas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em setembro deste ano. O órgão regulador interditou 25 lotes do fármaco. A suspensão ocorreu após a Anvisa constatar que os lotes foram fabricados no laboratório da Sinovac, na China, e não no Instituto Butantan.

Como não realizou inspeções na fábrica chinesa para atestar a segurança do local, a agência reguladora decidiu pela interdição das doses. No total, 12,1 milhões de vacinas faziam parte dos lotes. Em nota técnica assinada no dia 12 de novembro e divulgada na última terça-feira (16/11) na página do Ministério da Saúde, o órgão ressalta que todos os lotes de vacinas que chegam ao país passam por controle de qualidade, realizado pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade (INCQS). Segundo a pasta federal, análise do instituto atestou a segurança dos imunizantes.

“Considerando que análises de segurança independentes realizadas pelo Ministério da Saúde, Instituto Butantan e estado de São Paulo não identificaram desvios do padrão esperado de ocorrência de eventos adversos até o presente momento. […] O Programa Nacional de Imunizações (PNI) define que aqueles indivíduos que tenham recebido doses da vacina Covid-19 Coronavac/Sinovac/Butantan dos lotes interditados pela Anvisa poderão ter suas doses consideradas como válidas, não havendo necessidade de revacinação destes indivíduos”, divulgou o ministério.

De acordo com o Ministério da Saúde, 12,1 milhões de doses suspensas e, desse total, 43,8 mil foram aplicadas. O órgão registrou 12 efeitos adversos de pacientes vacinados com as doses. Nenhum deles, no entanto, foi grave. Após determinação da Anvisa, o Instituto Butantan iniciou o recolhimento dos lotes suspensos. Segundo o Ministério da Saúde, as doses já começaram a ser coletadas, e o recolhimento deve ser concluído em 21 de novembro deste ano.

Lista dos lotes suspensos:

  • 202107101H;
  • 202107102H;
  • 202107103H;
  • 202107104H;
  • 202108108H;
  • 202108109H;
  • 202108110H;
  • 202108111H;
  • 202108112H;
  • 202108113H;
  • 202108114H;
  • 202108115H;
  • 202108116H; e
  • L202106038.