Maceió

Corpo de Bombeiros registra nova queda de árvore em Maceió

TNH1, com assessoria | 02/08/21 - 18h02 - Atualizado em 02/08/21 - 18h45
Árvore obstruiu via no Tabuleiro do Martins; ninguém ficou ferido | Cortesia

Os fortes ventos seguem causando prejuízo e assustando os moradores da capital alagoana. Depois de um motociclista morrer ao ser atingido, nesse final de semana, por uma palmeira que caiu em trecho da Avenida Jorge Montenegro de Barros, no bairro Santa Amélia, outra árvore de grande porte veio abaixo nesta segunda-feira (02), desta vez no Tabuleiro do Martins, também na parte alta de Maceió.

Segundo a assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros Militar, a árvore caiu devido às rajadas de vento que, de acordo com a meteorologia, podem chegar a 50 km/h. Os bombeiros acionados à ocorrência utilizaram uma motosserra para cortar a árvore e desobstruir a via. Ninguém ficou ferido.

Segundo comunicado da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), os fortes ventos, acompanhados de previsão de chuvas com intensidade fraca à moderada, devem se estender até esta terça-feira (03), alcançando toda a região Leste do estado, além das cidades litorâneas e dos municípios que integram a Zona da Mata e o Baixo São Francisco.

A Semarh também alerta para o risco não apenas de quedas de árvores, mas também de estruturas metálicas que, inclusive, podem atingir a rede elétrica e, portanto, ocasionar maiores danos. Quem quiser acompanhar a previsão do tempo, bem como o nível dos rios que cortam o estado, pode acessar o monitoramento diário da secretaria – clique aqui.

A Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), por sua vez, informou que, desde o início da quadra chuvosa, em abril, já realizou cerca de 700 podas de árvores e suprimiu outras 100 que apresentavam risco de desabamento, contabilizando mais de 1 mil atendimentos desde janeiro. Para solicitar uma poda de árvore, o cidadão deve entrar em contato com a Central de Monitoramento da Sudes por meio do telefone 0800 082 2600 ou 98802-4834 (WhatsApp), fornecendo fotos ou vídeos do local e informando o endereço completo.