Nordeste

Corpo de travesti é encontrado preso a correntes em cachoeira no interior do CE

Diário do Nordeste | 15/02/20 - 13h06 - Atualizado em 15/02/20 - 13h11
Reprodução/Diário do Nordeste

O corpo de uma travesti foi encontrado na manhã desta sexta-feira (14) em uma cachoeira do município de Missão Velha, no sul do Ceará. Monike Matias Chagas (25), como era conhecida estava presa a correntes com um cadeado. Além disso, também estava amarrada com uma corda ligada ao medidor de nível da cachoeira. 

De acordo com o delegado Ronaldo Leite, da Delegacia de Missão Velha, o corpo estava parcialmente submerso e próximo ao local onde foi encontrado havia um recipiente com óleo. 

Monike não foi reconhecida de imediato, mas somente depois de familiares procurarem a Delegacia de Juazeiro do Norte, cidade vizinha. Eles identificaram por meio de fotos. A polícia ainda vai chamar os parentes para prestarem depoimentos. 

O caso foi confirmado também pela Polícia Civil, que relatou o achado do corpo. A Perícia Forense também esteve no local para averiguação. 

Monike foi encontrada morta um dia antes de o assassinato da travesti Dandara dos Santos completar três anos. Ela foi agredida por diversos homens e assassinada a tiros, no bairro Bom Jardim, com toda a ação gravada pelos criminosos em vídeo. 

Até hoje a morte de Dandara é vista como símbolo da luta contra a LGBTfobia e a morte por questões de gênero.