Mundo

Covid: depois de 5 meses, EUA volta a ter mais de mil mortes diárias

Metrópoles | 18/08/21 - 23h59
Reprodução

Os Estados Unidos registraram, nesta terça-feira (17/8), 1.017 mortes por Covid-19, o maior número desde meados de março. O avanço da variante Delta, a lentidão da vacinação e os hospitais lotados estão agravando o quadro da pandemia no país. Até agora cerca de 623 mil americanos já morreram por causa da Covid-19. Em resposta ao novo pico, o governo dos EUA retomou a exigência de máscara dentro dos meios de transporte, assim como em aeroportos e estações de metrô. A medida será mantida pelo menos até meados de janeiro de 2022.

O país também tenta acelerar a vacinação, mas passa por um problema bastante particular: não há falta de imunizantes, e sim resistência às campanhas em curso. Na faixa etária de 18 a 39 anos, menos de 50% já tomaram as duas doses, por exemplo. Os governos estaduais tentam oferecer dinheiro e prêmios para quem se vacina, e algumas empresas passaram a exigir que os funcionários se imunizem.