Polícia

Criança vítima de bala perdida em Pilar estava indo para a casa da avó

Redação TNH1 | 03/01/22 - 16h03 - Atualizado em 03/01/22 - 16h06
Reprodução / TV Pajuçara

O pequeno Rafael dos Santos Oliveira, que tinha apenas 8 anos, estava indo para a casa da avó na noite desse domingo, 2, quando foi vítima de uma bala perdida e morreu com um tiro na cabeça em Pilar, região Metropolitana de Maceió. O relato foi obtido pelo delegado Sidney Tenório, responsável pela investigação policial. 

"A mãe dele falou que ele tinha saído de casa por volta das 20h. Ela estava lavando os pratos, quando ele disse que ia na casa da avó, que fica próxima. No caminho, passava por esse beco, próximo à Rua do Forno. Ela disse: 'Vá não'. Mas logo depois ele falou: 'Olha, mãe, estou indo'. Alguns instantes depois ela ouviu os disparos e quando correu para a rua, foi informada que o filho dela tinha sido morto nesse tiroteio", afirmou o delegado hoje em entrevista ao programa Fique Alerta, da TV Pajuçara/RecordTV

O homem que teria sido alvo dos criminosos foi baleado durante o ataque, mas sobreviveu. "Ele estaria naquela região desde o Natal, criando uma série de problemas com vários moradores. Teve uma briga na manhã do dia 1º. Essas brigas e essas confusões teriam sido a motivação principal dessa tentativa de homicídio, já que ele foi baleado três vezes", explicou Tenório.

Envolvidos identificados - O delegado também indicou que os suspeitos já foram identificados. Tanto a dupla quanto o homem que sofreu o atentado já respondem por outros crimes. 

"O Lucivaldo (que sofreu o atentado) tinha sido preso três vezes. Os dois suspeitos também têm passagem pela polícia por envolvimento com o tráfico. Aquela região já foi muito problemática com o tráfico. A gente sabe que o tráfico não para, a gente tenta controlar, a gente está o tempo todo com Polícia Civil e Polícia Militar trabalhando, mas sabemos que o tráfico não para, até porque, infelizmente, tem mercado consumidor. Onde tem demanda, tem oferta". 

Segundo o delegado, a informação é de que pelo menos um dos suspeitos é da região. "Teria uma mulher também que estaria na hora do fato, mas não teria envolvimento direto com a tentativa de homicídio. Tudo é muito preliminar. Mas já temos fotos, qualificações... Tão logo a gente aprofunde mais a investigação e chegue a um dado mais concreto, devemos representar pelas prisões", completou.

O caso - Uma criança de oito anos morreu ao ser atingida na cabeça por bala perdida na Rua dos Fornos, no município de Pilar, região metropolitana de Maceió, na noite desse domingo, 02. O homem que teria sido alvo dos criminosos foi baleado durante o ataque, mas sobreviveu.

A mãe da vítima contou aos militares do 8º Batalhão que os atiradores estavam em um veículo de cor amarela, de modelo não identificado, e um dos disparos atingiu a parte frontal da cabeça do menino, que morreu na hora. Ele estava com um pacote de salgadinhos no momento em que foi acertado pelo tiro. 

O sobrevivente do ataque, um jovem de 23 anos, ficou ferido na região lombar e no braço esquerdo, e confirmou aos policiais que foi o alvo dos atiradores. Antes de ser encontrado pelos policiais, o ferido pulou o muro de uma residência e se escondeu no quintal. Ele foi levado pela equipe até o hospital da cidade, porém foi transferido ao HGE, em Maceió, para a continuidade dos cuidados médicos. O homem foi internado na área vermelha da unidade, e o estado de saúde não foi divulgado.