Alagoas

Criminosos usam nomes de prefeitos para aplicar golpes pelo Whatsapp em Alagoas

TNH1 com informações do Sertão 142 | 31/07/21 - 14h11 - Atualizado em 31/07/21 - 14h16
Tony de Campinhos, de Pariconha, e Ziane Costa, de Delmiro Gouveia, confirmaram o golpe pelas redes sociais | Divulgação

O prefeito de Pariconha, Tony de Campinhos (Progressistas), e a prefeita de Delmiro Gouveia, Ziane Costa (MDB), ambas cidades do Sertão alagoano, anunciaram em rede social nessa semana que tiveram os nomes usados por golpistas. Os criminosos se comunicavam com as vítimas por meio do aplicativo de mensagem Whatsapp.

Tony de Campinhos, o último gestor que fez a denúncia, compartilhou ontem que foi alvo de um criminoso que se passava por ele para pedir dinheiro no Whatsapp. Segundo o prefeito, o bandido utilizava um número de telefone para mandar mensagens para as vítimas e avisava a elas que era o novo contato do gestor.

"Criminosos usaram o nosso nome de forma leviana, irresponsável, e ilegal para aplicar golpes via Whatsapp. Não efetuem nenhum valor em dinheiro, caso algum contato com meu nome peça, é golpe", divulgou Tony de Campinhos em story do Instagram.

Uma dessas vítimas, segundo ele, foi a vice-prefeita de Pariconha, Fátima Carvalho. O golpista solicitou uma transferência bancária em nome de Shirley Nunes da Silva e alegou que excedeu o limite de transferências diárias.

(Crédito: Reprodução Sertão 142)

Além de pedir para que fosse feita a transação financeira, o criminoso ainda informou para vice-prefeita que Pariconha iria receber uma visita de promotores de justiça, como mostra o print da conversa acima.

Prefeita de Delmiro Gouveia também é vítima

A prefeita Ziane Costa havia alertado, no início da semana, que pessoas usavam o nome dela pelo aplicativo de mensagens para pedir uma quantia em dinheiro. Ela também divulgou a informação por meio do Instagram. Veja abaixo:

(Crédito: Reprodução Sertão 142)