Futebol

CSA e Confiança não saem do zero no Rei Pelé pela Série B

Futebol Interior | 13/11/21 - 07h26 - Atualizado em 13/11/21 - 07h33
Augusto Oliveira/CSA

Mesmo com um jogador a mais desde o início do segundo tempo, o CSA não saiu de um empate sem gols com o Confiança na noite desta sexta-feira, no estádio Rei Pelé, em Maceió, na abertura da 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O empate fez o CSA ganhar uma posição, aparecendo agora em sexto lugar, com 56 pontos. Dois atrás do Goiás (4º, com 58), mas que ainda jogará na rodada contra o Remo e pode aumentar a distância para cinco pontos, complicando o time alagoano na briga pelo acesso à Série A de 2022.

Já o Confiança se manteve na penúltima posição, com 36 pontos. Dois pontos atrás do Brusque (16º, com 38), primeiro time fora da zona de rebaixamento, mas que também ainda jogará no final de semana e também pode deixar os sergipanos mais próximos do descenso.

MUITO EQUILÍBRIO

Com bola rolando, o Confiança não se intimidou fora de casa e teve as primeiras oportunidades de gol, ambas com Willians Santana. Aos 14, o atacante aproveitou sobra na entrada da área e chutou para defesa do goleiro Lucas Frigeri. Depois, aos 18, ele chutou cruzado, parando novamente no camisa 12.

Após os sustos, o CSA equilibrou o confronto e também passou figurar no campo de ataque. Aos 19, Dellatorre arriscou de fora da área e acertou o travessão do goleiro Rafael Santos. Tocando melhor a bola, os alagoanos se impuseram e aos 27 quase fizeram em cabeceio de Clayton.

A reta final do primeiro tempo seguiu equilibrada e com os visitantes buscando o gol. Aos 38, João Paulo cruzou da esquerda e Nirley obrigou o goleiro Lucas Frigeri fazer defesa, mantendo o placar em 0 a 0 antes do intervalo.

EXPULSÃO E PRESSÃO ALAGOANA

O segundo tempo começou tenso e com o Confiança ficando com um jogador a menos, após Jonathan Bocão pisar na mão do atacante Clayton. O árbitro foi até o VAR verificar se houve a intenção e confirmou o cartão vermelho, forçando o time sergipano a alterar a estratégia fora de casa.

Com um a mais, o CSA dominou as ações da etapa final e acabou parando no goleiro Rafael Santos. Aos 16, Clayton cruzou na área e Rodrigo Rodrigues testou forte para ótima defesa de Rafael. Sem tempo a perder, os alagoanos voltaram a exigir do goleiro aos 34, desta vez em chute de Dellatorre.

Como esperado, o CSA tentou última pressão na reta final do segundo tempo, mas faltou criatividade e competência para passar pela defesa do Confiança.

PRÓXIMOS JOGOS

O CSA volta a campo no domingo, dia 21, para enfrentar o Coritiba, às 19 horas, no estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR). Enquanto o Confiança jogará no sábado, dia 20, contra a Ponte Preta, às 16h30, no Batistão, em Aracaju (SE).