Futebol

CSA empata em 0 x 0 com o Central no Lacerdão e segue líder do Grupo A6

Em jogo com confusões dentro e fora de campo, Azulão consegue manter a igualdade no placar e continua na ponta da chave

03/07/16 - 15h55 - Atualizado em 03/07/16 - 18h11
Pernambuco Press

Na 4ª rodada da fase de grupos da Série D, Central-PE e CSA entraram em campo na tarde deste domingo, 3, às 16h, no Estádio Lacerdão, em Caruaru-PE. O confronto não teve nenhuma alteração no placar e terminou com o empate em 0 x 0. Nos últimos minutos, o Azulão jogou com um jogador a menos, após a expulsão do meia Jeferson Maranhense. Com o resultado, o time azulino manteve a liderança da chave A6 da competição nacional. A Rádio Pajuçara FM 103,7 Maceió e o portal TNH1 transmitiram o duelo.

A equipe de Caruaru começou o duelo buscando o primeiro gol, mas a zaga do CSA estava complicando as ações do adversário. O time marujo teve duas boas chances no tempo inicial. A primeira aconteceu aos 19 minutos, quando Leandro Souza acertou a trave do alvinegro. Depois, o goleiro Murilo trabalhou duas vezes nas finalizações de Jônatas Obina e Bismarck. A melhor chance do time centralino foi no final da etapa, quando Liniker chutou e Rafinha conseguiu evitar o gol, na sequência, Abuda mandou para fora.

Após uma confusão nas arquibancadas durante o intervalo, o confronto recomeçou no Lacerdão. Os times voltaram com mais movimentação e criando lances de perigo nos primeiros dez minutos. O CSA teve duas boas oportunidades a partir dos 28 minutos. Marcos Antônio e Marcelo Nicácio assustaram a defesa adversária, mas não conseguiram balançar as redes alvinegras. Nos acréscimos, Jeferson Maranhense fez falta desnecessária, e foi expulso, deixando o Azulão com um a menos nos últimos minutos.

O CSA é o líder do grupo com 7 pontos conquistados e um saldo de gols maior que Parnahyba-PI e Central-PE, que ocupam o 2º e o 3º lugar, respectivamente, com a mesma quantidade de pontos. O Guarani-CE permanece na lanterna da chave com apenas um ponto. O próximo compromisso da equipe do Mutange será contra o Leão de Juazeiro, no próximo domingo, às 19h, no interior cearense. Já o alvinegro de Caruaru visita o Parnahyba no mesmo dia, às 16h.

Central-PE e CSA se enfrentam em Caruaru (Crédito: Cortesia Internauta)

O jogo

Primeiro tempo

Com as duas torcidas fazendo uma festa bonita nas arquibancadas do Lacerdão, o confronto iniciou com o time da casa buscando abrir o placar, porém a zaga azulina estava contendo as investidas da Patativa do Agreste. Aos 7", o volante Jean Cléber avançou pela direita e encontrou Rafinha do outro lado do campo, mas o lateral-esquerdo arrematou para fora das quatro linhas. Em seguida, Richard cruzou para Candinho, que cabeceou errado e desperdiçou a boa chegada do alvinegro.

Um susto para a torcida do CSA aos 13 minutos. O atacante Abuda foi lançado em profundidade, Jeferson saiu mal do gol, mas o zagueiro Leandro Souza conseguiu colocar a bola para escanteio. Aos 19", o Azulão deu o troco. Após cruzamento vindo do setor direito de ataque, Leandro subiu mais alto que a zaga do Central-PE e acertou a trave do goleiro Murilo. O time marujo estava crescendo no duelo e começou a incomodar a equipe pernambucana.

O gol do time alagoano quase saiu aos 27 minutos da primeira etapa. Jean Cléber fez boa jogada individual, rolou para Jônatas Obina, que chutou para a boa defesa do goleiro Murilo. No rebote, Bismarck arrematou com força e o arqueiro da equipe de Caruaru operou um milagre colocando a bola para tiro de canto. Na sequência do escanteio, Jeferson Maranhense pegou a sobra e experimentou de longe, mas mandou à esquerda de Murilo.

As equipes diminuíram o ritmo nos últimos minutos do tempo inicial. Aos 40", Romário Corrêa invadiu a área azulina e desabou no gramado, o atleta reclamou que foi segurado pelo defensor do CSA, porém a arbitragem mandou o duelo seguir. Logo depois, Candinho fez jogada pela direita e rolou para Liniker finalizar, mas Rafinha conseguiu salvar de carrinho, e em seguida, Abuda não conseguiu colocar a bola para dentro da meta do rival. 

O árbitro Diego Pombo Lopez encerrou a primeira parte de futebol aos 46 minutos. Porém, fora de campo, duas confusões aconteceram. Na ida dos jogadores azulinos para o vestiário, houve um desentendimento entre o zagueiro Douglas Marques e um integrante da Polícia Militar. Logo depois, as torcidas rivais começaram a se provocar nas arquibancadas e jogar pedras no campo. A polícia agiu disparando tiros de borracha e bombas de efeito moral contra os torcedores da equipe alagoana. Cenas lamentáveis no intervalo do jogo.

Confusão nas arquibancadas do Lacerdão (Crédito: Cortesia Internauta)

Segundo tempo

O técnico Oliveira Canindé promoveu duas mudanças no retorno para o segundo tempo. O lateral-direito Denílson saiu machucado e deu espaço para Kelvin. Marcos Antônio também ganhou uma chance e entrou na vaga de Bismarck. Com a bola rolando, o Central-PE chegou com perigo aos 6 minutos. Liniker encontrou Danilo Cintra dentro da área e o meio-campista, de peixinho, obrigou Jeferson a fazer uma "defesaça". O Azulão revidou logo depois com Jeferson Maranhense, que acertou um "foguete" e Murilo fez grande defesa.

O jogo ficou movimentado nessa volta do intervalo. Aos 10", Candinho cabeceou no canto direito de Jeferson, que fez outra bela defesa e evitou o gol da Patativa do Agreste. Aos 17", Rafinha cobrou escanteio, a zaga do time centralino se atrapalhou, Liniker quase jogou contra o próprio patrimônio e cedeu um novo tiro de canto para a equipe maruja. Quando o relógio marcou 25 minutos, Jeffinho aproveitou uma bobeira da zaga do CSA e arrematou com perigo à direita de Jeferson.

O time alagoano não vinha tendo um bom momento na metade da segunda etapa. Mas, conseguiu duas boas oportunidades a partir dos 28 minutos. Primeiro, Marcos Antônio chutou de longe e quase surpreendeu o arqueiro do Central-PE. Logo depois, Jean Cléber puxou contra-ataque e tocou para Cleyton, a zaga da equipe pernambucana cortou, mas a bola sobrou para Marcelo Nicácio, que "encheu o pé" para outra boa defesa do goleiro Murilo.

Na parte final do duelo, o Azulão assustou mais uma vez. Aos 40 minutos, Marcos Antônio e Marcelo Nicácio tabelaram na entrada da área e Murilo saiu do gol colocando a bola para longe. Nos acréscimos, um desentendimento entre os atletas dentro do campo depois que o meio-campista Jeferson Maranhense entrou de forma ríspida no volante Liniker. O árbitro Diego Pombo Lopez deu cartão vermelho ao meia azulino após a falta desnecessária. Mesmo com um a menos, a equipe alagoana segurou o empate até o apito final.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – Série D (4ª rodada – Grupo A6)

Jogo: Central-PE 0 x 0 CSA

Local: Estádio Lacerdão, Caruaru-PE

Data: 03/07 (domingo)

Hora: 16h

Árbitro: Diego Pombo Lopez (CBF-BA)

Auxiliar 1: Gilberto Freire de Farias (CBF-PE)

Auxiliar 2: Aílton José dos Santos Júnior (CBF-PE)

Central-PE

1-Murilo

2-Richard

3-Aylton Alemão

4-Everton

6-Altemar

5-Liniker

8-Luís Felipe

10-Danilo Cintra (15-Diego aos 32" do 2T)

7-Candinho

20-Romário Corrêa (16-Jeffinho aos 15" do 2T)

9-Abuda

Técnico: Guilherme Macuglia

Banco Central-PE: 12-Rodrigo, 13-Sanny, 14-Paulinho, 15-Diego, 16-Jeffinho, 17-Italo e 18-Fernando.

CSA

1-Jeferson

2-Denílson (13-Kelvin - intervalo)

3-Leandro Souza

4-Douglas Marques

6-Rafinha

5-Jean Cléber

8-Everton Heleno

7-Cleyton

10-Bismarck (21-Marcos Antônio - intervalo)

11-Jeferson Maranhense

19-Jônatas Obina (9-Marcelo Nicácio aos 13" do 2T)

Técnico: Oliveira Canindé

Banco CSA: 12-João Paulo, 13-Kelvin, 14-Leandro Cardoso, 15-Rayro, 16-Azul, 17-Elizeu, 18-Panda, 20-Walfrido, 21-Marcos Antônio e 9-Marcelo Nicácio.

Classificação (fornecida por Sr. Goool):

Grupo A06
CParticipantesPGJVEDGPGCSG%A
 CSA-AL7421193658,3
 Parnahyba-PI7421194558,3
 Central-PE7421132158,3
 Guarani-CE14
13214-128,3