Alagoas

Dados apontam tendência do aumento de casos de síndromes gripais em março, em Alagoas

O alerta foi feito durante reunião do governador Renan Filho com os prefeitos alagoanos

TNH1 com Ascom AMA | 07/01/22 - 09h23 - Atualizado em 07/01/22 - 11h59
Arquivo Sesau

Após a coletiva que anunciou pacote de medidas para conter casos gripais em Alagoas, nessa quinta-feira, 06, o governador Renan Filho realizou uma reunião virtual com os prefeitos alagoanos. No encontro, o Estado apresentou dados da pandemia na Europa como exemplo, e alertou para a tendência de aumento de casos de síndromes gripais na estação de outono. 

O governador, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, e o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, destacaram a importância da mobilização para melhorar os índices de vacinação, além de reunir esforços para imunizar as crianças. Este processo deve ter início na próxima semana, já que o Ministério da Saúde confirmou a chegada das doses. 

O chefe do Executivo estadual conclamou os gestores municipais a fazerem um esforço “conjunto e concentrado” no sentido de avançar com a vacinação conta a Covid-19, diante do aumento do número de casos do novo coronavírus. “Temos de fortalecer a vacinação. É fazermos um esforço coletivo, conjunto, concentrado. Na próxima semana, eu mesmo vou às cidades para acompanhar as campanhas e os esforços concentrados de vacinação”, assegurou Renan Filho.

O superintendente em Vigilância em Saúde do Estado, Charles Barros, apresentou os dados da pandemia em países europeus e mostrou que a tendência é que os casos de síndromes gripais devem aumentar no outono, que tem início em março em Alagoas.

Os estudos mostram que só a vacinação pode resultar em dados positivos. Quanto maior o número de pessoas vacinadas, menor a taxa de letalidade, mesmo que haja aumento de casos leves.

Os prefeitos apresentaram suas dúvidas e anseios, especialmente com as aglomerações das festas no interior e o aumento repentino de internações. Na próxima segunda-feira, 10, uma reunião virtual entre secretários de saúde deve discutir andamento da pandemia e possíveis novas medidas.