Esporte

Dana White garante disputa de cinturão a Ronda Rousey em seu retorno

13/07/16 - 15h08 - Atualizado em 13/07/16 - 15h12
Divulgação

O presidente do UFC, Dana White, garantiu que a ex-campeã Ronda Rousey terá o direito de disputar o cinturão peso galo feminino de maneira imediata assim que decidir por retornar ao octógono.

Mesmo que a divisão até 61 kg entre as mulheres esteja bastante movimentada, com o cinturão mudando de mãos por três vezes em pouco mais de um semestre, White assegurou que Ronda não precisará fazer outra luta antes de tentar recuperar o título. A única dúvida que fica é quando será o seu retorno às lutas.

“Ronda vai tomar essa decisão. Eu gostaria de vê-la lutando ainda neste ano, mas pode ser no começo do ano que vem também. Seja quem for a campeã, Ronda vai lutar [pelo cinturão]”, esclareceu o dirigente, em conversa com a emissora norte-americana “FOX Sports”.

Contudo, White admite que já planeja o cenário da categoria caso o retorno de Ronda às lutas não aconteça tão já. “Se Ronda retornar, ela vai lutar pelo título. Vamos ver o que acontece com Holly Holm em sua próxima luta. Só tem coisa boa”, disse, referindo-se à luta da também ex-campeã Holm diante de Valentina Shevchenko, no dia 23 de julho.

Ronda perdeu o cinturão para Holm em novembro do ano passado, por nocaute. A nova campeã foi destronada logo em sua primeira defesa, para Miesha Tate, em março. Tate, por sua vez, caiu no último sábado (9), ao ser finalizada pela brasileira Amanda Nunes ainda no primeiro round.