Televisão

'É bom fazer amor comendo chocolate', diz Flávio Bolsonaro a Silvio Santos

Metrópoles | 15/07/19 - 14h29
Reprodução/SBT

O tão esperado encontro de Silvio Santos com Eduardo e Flávio Bolsonaro foi ao ar nesse domingo (14). Os filhos do presidente se enfrentaram no Jogo das 3 Pistas, em que os convidados giram uma roleta e retiram um cartão que contém dicas. Silvio, então, lê as pistas até que os participantes adivinhem do que se trata.

Entre os vários momentos, um chamou a atenção dos telespectadores. Depois que Flávio contou ser empresário, o dono do SBT quis saber mais sobre o assunto. “Tenho uma franquia de chocolates, de presente“, explicou.

Silvio não se conteve e disse que adora chocolate. “É igual fazer amor”, brincou. Para a surpresa de todos, o 01 disparou: “É bom fazer amor comendo chocolate”.

Jogo
Neste domingo (14), o apresentador do SBT recebeu dois dos filhos do chefe do Executivo Federal, Jair Bolsonaro (PSL). Os irmãos participaram do quadro Três Pistas. As perguntas selecionadas pela produção foram, em sua maioria, relacionadas à política. Eduardo se deu melhor que o irmão e acertou boa parte delas, vencendo por 65 a 18. No entanto, nenhum deles conseguiu acertar a charada que levava ao sobrenome da família. O apresentador ainda brincou e disse que os irmãos iam levar uma bronca do presidente, e que precisavam estudar mais sobre o tema. Fora isso, ninguém falou nada mais sobre o governo ou o que está acontecendo no Congresso.

Ou seja, o deputado Eduardo Bolsonaro não comentou as pretensões de seu pai de indicá-lo como embaixador do Brasil no país norte-americano. Vale lembrar que o programa foi gravado há mais de uma semana, antes mesmo de o parlamentar completar 35 anos – idade mínima para conquistar um cargo em embaixadas e a possibilidade surgir.

Na quinta-feira (11), Jair Bolsonaro defendeu o nome de Eduardo para assumir a principal representação diplomática do país nos Estados Unidos. A indicação recebeu críticas sobretudo pelas ligações familiares e pela falta de experiência do deputado. Até mesmo o guru do presidente, Olavo de Carvalho, já se posicionou contrário à indicação.

Em maio, o dono do SBT já havia recebido o presidente Jair Bolsonaro no palco da atração. Durante bate-papo descontraído, Bolsonaro contou ao dono da emissora que não teve problemas para usar a bolsa de colostomia após a facada recebida durante um ato de campanha, em Minas Gerais, já que o produto era de alta tecnologia. Apesar disso, lembrou que na rede pública não há fornecimento do material com tanta qualidade e, por isso, muitos brasileiros usam “um saco plástico” ao serem colostomizados.

Na ocasião, o presidente da República contou, também, sobre seu dia a dia em Brasília. Disse que, depois do atentado que sofreu – razão pela qual precisou passar por três cirurgias –, não consegue mais praticar exercícios físicos como antes. “Logicamente, eu perdi muita coisa”, disse.