Alagoas

Em Brasília, comandante do Corpo de Bombeiros busca treinamento para atuar no Pinheiro

Redação com assessoria | 13/03/19 - 18h39 - Atualizado em 13/03/19 - 19h42
Assessoria / Major Elaine Monteiro

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), coronel André Madeiro, participou nesta quarta-feira, 13, de uma reunião solicitada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), onde apresentou a situação do bairro do Pinheiro, em Maceió, que desde o ano passado passa por estudos que buscam identificar as causas dos tremores e das rachaduras de imóveis do bairro de Maceió.

Na oportunidade, ele tentou identificar quais corporações do país podem ajudar a treinar os militares alagoanos para situações extremas.

“Estamos conversando, por exemplo, com o Bombeiros de Santa Catarina, que tem profissionais especialistas em resgate em estruturas colapsadas, como edificações, e que tenham pessoas presas nesses locais. Então com isso nós estamos tentando identificar e treinar nossos militares para esse tipo de situação”, disse o comandante.

O militar explicou ainda que espera que a corporação não tenha que atuar numa situação extrema dentro do bairro, mas que a oportunidade serviu para trocar experiência com outros Corpos de Bombeiros.

“Apresentamos a situação que nós temos enfrentado, que é a situação do bairro do Pinheiro, onde não temos nenhuma nova informação, uma vez que isso só deverá acontecer após a conclusão dos trabalhos da CPRM”, afirmou.

Além disso, a reunião serviu para debater a questão da reforma da previdência.  “Sabemos que os militares vão ter dar sua contribuição, mas temos que garantir alguns direitos adquiridos”, concluiu.

Participaram do evento os comandantes gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, em Brasília-DF. A reunião foi convocada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública para tratar questões pertinentes à previdência, sobre a Lei de Organização Básica e sobre a segurança pública em âmbito nacional.