Brasil

Empresário notou mudança em Paulinha Abelha antes de internação

Metrópoles | 04/03/22 - 14h25

Diassis Marques, empresário da Calcinha Preta, disse que os resultados de alguns exames feitos quando Paulinha Abelha ainda estava internada poderão elucidar o que causou a morte da artista. Ela morreu em 23 de fevereiro, aos 43 anos, após ser internada em uma UTI com problemas renais.

“Até o momento, não se sabe o que causou tudo. Ela deu entrada no hospital com sintomas de mal-estar, por conta de algo que comeu e que teria caído mal. Mas no hospital foi detectada a insuficiência renal, que provocou os problemas hepático e neurológico. Temos esperança de que os resultados dos exames possam mostrar o que realmente aconteceu para que fiquemos mais tranquilos”, disse ele, em entrevista à revista Quem.

Os resultados dos exames deveriam sair nesta sexta-feira (4/3), mas atrasaram por conta do feriado de Carnaval.

Diassis ainda revelou que Paulinha apresentou mudança de comportamento antes de ser internada com problemas renais.

“Nos últimos dias, percebemos que ela estava um pouco irritada, ela era totalmente zen. Em São Paulo, na quinta, ela me chamou e disse que estava cansada porque a banda ainda não tinha entrado no palco, e ela não era de fazer aquilo. Ela nunca reclamava de nada: de hotel, de viagem, nada! Nesses quatro anos que estou com a banda, ela nunca reclamou de nada. Pelo contrário! Ela brincava com as situações adversas”, explicou.

Diassis comentou que a cantora só começou a falar que se sentia fraca após passar mal: “[Ela] disse que estava sem forças para viajar. Me pediu para remarcar o voo, porque estava cansada. […] Ela chegou em Aracaju na madrugada, dormiu e, quando acordou, comeu alguma coisinha no café e foi para o hospital dizendo que estava fraca e tonta”.