Saúde

Esclerose múltipla: saiba quais são os sintomas iniciais da doença

Metrópoles | 31/05/22 - 13h45
A doença é de progressão lenta, mas alguns sinais e sintomas podem indicar que há algo de errado no corpo | Foto: Reprodução/Pixabay

A esclerose múltipla é caracterizada por um ataque do sistema imune à bainha de mielina, estrutura protetora que reveste os neurônios. A doença causa destruição ou danos permanentes nos nervos, fazendo com que haja um problema de comunicação entre o cérebro e o resto do corpo.

Os sinais e sintomas da esclerose múltipla variam e dependem da quantidade e de quais nervos foram danificados, mas geralmente incluem fraqueza muscular, tremor, cansaço, perda do controle dos movimentos e da capacidade de andar ou falar, por exemplo.

A doença não tem cura, mas os tratamentos disponíveis, com remédios corticoides, anticonvulsivantes e imunossupressores, ajudam a controlar os sintomas, evitar crises ou atrasar a evolução do quadro.

Sintomas de esclerose múltipla - Os sintomas inicias da esclerose múltipla são:

  1. Formigamento, dormência, dor, ardor e coceira nos braços, pernas, tronco ou face;
  2. Perda de força ou destreza em uma perna ou mão, que pode se tornar rígida;
  3. Problemas de visão.

A medida que a doença evolui, os sintomas podem se tornar mais graves como:

  1. Movimentos trêmulos, irregulares e ineficazes, que podem deixar as pessoas paralisadas;
  2. Músculos fracos, que podem se contrair involuntariamente, causando cãibras doloridas;
  3. Perdas de linguagem, que pode se tornar lenta, com sussurros e titubeações;
  4. Depressão;
  5. Incontinência urinária e fecal;
  6. Demência.

Os sintomas são muito diferentes, variando de pessoa para pessoa, e podem regredir, desaparecendo completamente com o tratamento. Se as crises se tornarem frequentes, a possibilidade de as pessoas ficarem incapacitadas, aumenta.