Brasil

Esposa de dono de cartório achado morto é presa por encomendar crime

Metrópoles | 30/12/21 - 15h58 - Atualizado em 30/12/21 - 16h03
Reprodução

Quatro pessoas foram presas em Goiás por suspeita de participarem do sequestro e morte do dono de um cartório em Rubiataba (GO), a 210 quilômetros de Goiânia. A própria esposa da vítima, que teria encomendado o assassinato, é uma das detidas.

Luiz Fernando Alves Chaves, de 40 anos, teve a casa invadida na noite de terça-feira (28/12). Os dois bandidos que executaram o crime tinham o controle do portão. A vítima foi então sequestrada e levada dentro do próprio veículo, uma caminhonete. O corpo de Luiz Fernando foi encontrado com marcas de tiros na madrugada de quarta-feira (29/12), por volta das 4h30, a 18 quilômetros da cidade. Já a caminhonete foi achada no município vizinho de Uruana, a cerca de 50 quilômetros do local do sequestro.

A polícia ainda procura por Luzimar Francisco Chaves, conhecido como “Chefe”, que teria contratado os executores do crime. Ele é de Rubiataba e é considerado foragido. Ainda segundo as investigações, a esposa da vítima teria uma amante, que também é suspeita de arquitetar o crime e está foragida.

Crime encomendado - Uma equipe da Polícia Militar conseguiu encontrar os dois suspeitos de sequestrar, atirar e matar o dono do cartório. Eles estavam em uma terceira cidade, Carmo do Rio Verde, vizinha de Uruana. Em seguida, a Polícia Civil prendeu uma pessoa que forneceu a arma utilizada no crime e a esposa da vítima. Segundo as investigações, a mulher pagaria R$ 5 mil para cada executor, além da caminhonete do dono do cartório.

Luiz Fernando era titular do Cartório de Registro de Imóveis de Rubiataba, mas nasceu em Trindade, na região metropolitana de Goiânia. Ele deixou três filhos. Marden Júnior, prefeito de Trindade, decretou luto oficial de três dias. “Cidadão exemplar (…) sua morte precoce, aos 40 anos, causa grande comoção em nosso meio”, escreveu o político em sua página no Instagram.