Mundo

EUA enviarão 20 milhões de vacinas a outros países até junho

Metrópoles | 17/05/21 - 16h55
Reprodução / Instagram

Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca, afirmou nesta segunda-feira (17/5) que o governo dos Estados Unidos exportará 20 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 a outros países até o fim de junho.

Segundo Psaki, o fornecimento será de imunizantes da Moderna, da Pfizer/BioNTech e da Janssen. Todas as vacinas foram aprovadas pela autoridade médica dos Estados Unidos, a FDA (Administração de Alimentos e Drogas, na sigla em inglês).

“Essa é a maior quantidade de doses doadas por qualquer país do mundo”, afirmou.

O envio completará, ainda segundo a porta-voz, as 60 milhões de doses do imunizante da AstraZeneca, que também serão compartilhados por Washington com outras nações.

O presidente norte-americano, Joe Biden, comunicará formalmente a medida em um discurso transmitido pela televisão americana na tarde desta segunda.

Psaki não especificou quais países serão receptores prioritários do envio, mas Biden destacou que Washington fará de tudo para ajudar a Índia a enfrentar a pandemia.

Pressão

Nas últimas semanas, o governo norte-americano foi pressionado a compartilhar mais doses de vacinas com outros países, já que a oferta de imunizantes dentro do país é maior que a demanda por elas.

Dados apontam que 56% da população adulta já tenha recebido ao menos uma dose da vacina. Considerando o regime de duas doses exigidos para a maioria de imunizantes, a estimativa é de que 32% dos adultos tenham completado a vacinação.