Mundo

EUA: juíza humilha idoso com câncer por não conseguir limpar quintal

Metrópoles | 15/01/22 - 12h59
Reprodução / Twitter

Um homem de 72 anos, doente, foi humilhado por uma juíza americana durante audiência nesta semana. Um vídeo do momento foi compartilhado nas redes sociais e desencadeou uma série de críticas à maneira como a magistrada lidou com o caso.

Desde que foi diagnosticado com câncer, há três anos, Burhan Chowdhury passou a ter dificuldades para se locomover. Sem condições de cuidar do quintal de casa, no subúrbio de Detroit, nos Estados Unidos, ele recebeu uma reprimenda da juíza Alexis Krot.

Durante audiência, a magistrada disse que ele “deveria ter vergonha de si mesmo”. Mesmo explicando que estava “muito fraco” e incapaz de cuidar da grama que tomou conta da entrada de sua residência, a juíza o envergonhou. “Se eu pudesse, te daria um tempo de prisão por isso”, salientou Alexis Krot.

Além de estabelecer uma multa ao idoso, a juíza chamou a quantidade de mato em sua calçada como “totalmente inadequada” e afirmou que sua incapacidade de manter a propriedade arrumada era “imperdoável”. “Você tem que limpar isso”, disse.

Burhan Chowdhury e sua família saíram de Bangladesh rumo aos EUA em 2010. No país, se estabeleceram em Michigan a partir de 2014, onde compraram uma casa.

Chowdhury foi diagnosticado com câncer em seus gânglios linfáticos em fevereiro de 2019. Segundo seu filho, ele sofre também de pressão alta e um problema cardíaco, além de ter a mobilidade afetada após a descoberta da doença. Desde então, sua condição física se tornou um obstáculo para realizar tarefas domésticas por conta própria.