Mundo

Fabricante da Smirnoff suspende exportações para Rússia e Ucrânia

Metrópoles | 03/03/22 - 10h50
Foto: Reprodução/Redes Sociais

A empresa Diageo, fabricante das bebidas Smirnoff e Guinness, informou nesta quinta-feira (3/3) que vai interromper as exportações para a Rússia e Ucrânia. “Nossa prioridade é a segurança de nosso povo na Ucrânia e em toda a região”, disse o porta-voz da companhia.

Desde o segundo dia dos ataques, na última sexta-feira (25/2), várias empresas anunciaram a saída ou suspensão de serviços na Rússia (veja a lista completa no final da matéria).

Entre elas, está a montadora japonesa Toyota, que anunciou na quarta-feira (2/2) o bloqueio da produção em sua única fábrica no país e a interrupção dos envios de veículos para o local.

“A Toyota Motor Russia interromperá a produção em sua fábrica de São Petersburgo a partir de 4 de março e paralisou as importações de veículos, até novo aviso, devido a interrupções na cadeia de suprimentos”, disse em comunicado.

No mesmo dia, o Spotify informou que o escritório na Rússia ficará fechado por tempo indeterminado. “Nossa primeira prioridade na última semana tem sido a segurança dos nossos funcionários para garantir que o Spotify continue a servir como uma fonte importante de notícias globais e regionais em um momento em que o acesso à informação é mais importante do que nunca”, explicou.

Confira a lista de empresas que anunciaram a saída do país, suspenderam serviços ou aplicaram novos aportes:

  • BP
  • Shell
  • Exxon
  • Equinor
  • TotalEnergies
  • Maersk
  • ONE
  • MSC
  • Hapag Lloyd
  • Boeing
  • Airbus
  • Apple
  • Spotify
  • Paypal
  • Adidas
  • Daimler
  • Renault
  • Volvo
  • Harley Davidson
  • GM
  • Jaguar Land Rover
  • Nokian Tyres
  • UPS
  • FedEx
  • DHL
  • Oracle
  • Fundo soberano da Noruega
  • AerCap
  • Disney
  • Sony
  • Warner
  • Netflix
  • Facebook
  • Twitter
  • Microsoft