Brasil

Fiocruz produz 900 mil doses de vacina contra Covid-19 por dia

Metrópoles | 06/04/21 - 23h10
Divulgação / Fiocruz

O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está trabalhando em ritmo acelerado para cumprir com as entregas das vacinas previstas no cronograma do Ministério da Saúde.

Desde a última semana de março, o instituto conseguiu alcançar a marca diária de 900 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca, fabricadas em duas linhas de produção do país. A produção semanal varia entre 5 e 6 milhões de imunizantes.

Com o aumento da capacidade de produção, a Fiocruz prevê a entrega de 18,4 milhões de doses ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) até 2 de maio. O próximo passo, segundo a fundação, é expandir a produção com a entrada do segundo turno de trabalho, que permitirá a fabricação de até 1,2 milhão de doses ao dia.

Vacinas entregues

Cerca de 8,1 milhões de doses foram entregues ao PNI até a última sexta-feira (2/4), sendo 4 milhões importadas da Índia e 4,1 milhões produzidas internamente.

Outras 11 milhões estão na etapa de processo de controle de qualidade, obrigatório antes da distribuição para os estados pelo PNI. O procedimento dura cerca de 20 dias para cada leva ser verificada.

Em nota divulgada nesta terça-feira (6/4), a Fiocruz esclareceu que a produção de vacinas em Bio-Manguinhos “segue rígidos protocolos de controle de qualidade estabelecidos internacionalmente, o que pode acarretar na redução ou no aumento nas previsões de entregas no cronograma semanal que a Fundação tem divulgado à sociedade”.

Este fator justificaria a redução no número total de doses prevista para esta semana, passando de 3,2 milhões de doses para 2 milhões.

“As doses que deixarão de ser entregues estão em análise e deverão ser encaminhadas ao PNI nas próximas semanas”, informou.