Futebol Nacional

Flamenguistas reprovam chegada de chileno denunciado por estupro

Metrópoles | 27/07/22 - 20h50
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (27/7), a torcida do Flamengo foi ao Twitter protestar contra a contratação do volante Erick Pulgar, da Fiorentina.

A hasthtag #PulgarNão veio à tona após descobrirem que, em 2013, o jogador, que estava sem carteira de motorista, atropelou e não prestou socorro a um idoso de 66 anos, que morreu. E em junho de 2022, o atleta foi denunciado por envolvimento em estupro de uma mulher de 24 anos dentro da própria casa, em Santiago, no Chile.

A informação da contratação do jogador da seleção chilena é do jornalista Eric Faria, da TV Globo. “A informação que eu tenho é de que o Flamengo foi até na polícia chilena para tentar entender o processo. A resposta recebida foi de que ele não teve envolvimento neste caso (do estupro). Essa é a posição do Flamengo”, disse Faria, referindo-se ao suposto caso de estupro envolvendo o volante.

Nação em fúria - Alguns flamenguistas foram bem efusivos em relação a contratação do jogador. “Sujar a imagem do clube, desgastar a relação entre clube-torcida e contratar um assassino”, comentou um perfil no Twitter. Veja outras reações à possível chegada do jogador:

Erick Pulgar é um volante chileno de 28 anos. O meio-campista começou a carreira no Antofagasta, em 2011, onde ficou até 2014. Ainda no país natal, jogou na Universidad Católica entre 2014 e 2015. Logo depois, o jogador se transferiu para o Bologna, da Itália, clube em que mais tempo atuou, de 2014 a 2019.

O volante foi para a Fiorentina em 2019 e, em 2022, foi emprestado ao Galatasaray, da Turquia. Pela seleção chilena, o jogador estava no grupo que conquistou a Copa América de 2016 e fez parte do elenco que chegou às semifinais da Copa América de 2019.