Polícia

Foragido suspeito de matar PM, tramar contra juiz e roubar bancos morre em confronto

TNH1 | 29/04/21 - 07h02 - Atualizado em 29/04/21 - 22h05
Cicinho era envolvido com diversos crimes | Divulgação

O foragido da Justiça de Alagoas José Cícero Moraes Costa Cavalcante, de 35 anos, foi morto durante um confronto com a polícia nessa quarta-feira (28), na região conhecida como "Sítio Poção", zona rural de Arapiraca. O nome dele estaria relacionado a uma tentativa de assalto a um carro-forte no Pará, no último dia 15.

De acordo com o delegado Gustavo Xavier, da Divisão Especial de Investigações e Capturas (DEIC), Cicinho, como era conhecido, tinha envolvimento com crimes de roubos a bancos. Ele também é suspeito de homicídio contra um sargento da PM e teria tramado a morte de um juiz federal.

"Ele é integrante de uma organização criminosa que tem participantes em vários estados. Tem uns dez dias aproximadamente que houve o assalto [no Pará]. Na verdade, foi uma tentativa de roubo, pois não conseguiram levar o dinheiro. Ele tem uma longa ficha criminal", explicou Xavier.

A polícia alagoana disse que recebeu informações da Seção de Roubos a Bancos da Polícia Civil do Pará sobre a possível localização do suspeito. Cicinho foi flagrado armado dentro de uma carreta e atirou contra os agentes da DEIC. Houve troca de tiros e ele morreu.

Polícia recolhe arma usada por Cicinho em confronto no Sítio Poção (Crédito: Cortesia PC-AL)

"Foi trabalho de inteligência efetuado pela Seção de Roubo a Bancos de Alagoas em parceria com a PRF. A PC do Pará está investigando ainda a tentativa de roubo ao carro-forte. Identificamos o envolvimento dele [Cicinho] na tentativa de assalto no Pará. O investigado já era conhecido de longa data da polícia e estava no nosso radar", destacou o delegado Cayo Rodrigues, da Seção de Roubo a Bancos da DEIC.

Cicinho ainda tinha passagens pela polícia por roubos, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. A pistola de calibre 380 que estava com ele no momento da abordagem foi recolhida pelos policiais.