Brasil

Gilberto Gil é eleito imortal na Academia Brasileira de Letras

Metrópoles | 11/11/21 - 17h11 - Atualizado em 11/11/21 - 17h20
Divulgação

O músico Gilberto Gil, de 79 anos, foi eleito, com 21 votos, por maioria absoluta à cadeira de número 20 da Academia Brasileira de Letras (ABL), na tarde desta quinta-feira (11/11). O cantor recebeu a notícia em casa, já que uma norma da academia proíbe que candidatos participem da sessão.

Também concorreram o poeta Salgado Maranhão, que teve 7 votos, e o autor e crítico literário Ricardo Daunt, que não recebeu nenhum voto.

Gilberto Gil é cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor musical. O artista tem dois prêmios Grammy Awards, nos anos de 1998 e 2005. Ele também ganhou duas vezes o Grammy Latino, em 2001 e em 2002. Em 1999, foi nomeado Artista pela Paz, pela Unesco.

Ele é conhecido por canções como Aquele Abraço, Vamos Fugir, A Novidade, Cálice, Esotérico, Divino Maravilhoso e mais. Ele tem uma extensa discografia, que conta com mais de 50 álbuns.

Fernanda Montenegro - No último dia 4, a atriz Fernanda Montenegro, de 92 anos, também foi eleita imortal da Academia Brasileira de Letras. A atriz passa a ocupar a cadeira 17, vazia desde a morte do diplomata, escritor e político brasileiro Affonso Arinos de Mello Franco, em 2020.

Na votação, Fernanda recebeu 32 votos favoráveis e apenas duas abstenções. A cerimônia aconteceu no Petit Trianon, sede da Academia.